Botafogo goleia o Vasco por 3 a 0 e elimina rival da Taça Rio

Volta Redonda, RJ – Quem irá parar o Botafogo? Com uma ótima atuação no segundo tempo e contando com a expulsão do goleiro Alessandro, o campeão da Taça Guanabara goleou o Vasco por 3 a 0 e afundou de vez um de seus maiores rivais, na noite desta quarta-feira, no péssimo gramado do Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Com gols de Rafael Marques, Lodeiro e Fellype Gabriel, o Alvinegro manteve os 100% de aproveitamento na Taça Rio e praticamente eliminou o Cruz-Maltino, que tem apenas um ponto e segura a lanterna do Grupo A. Apenas um milagre fará o Gigante da Colina passar de fase.

A próxima partida do Botafogo será contra o Olaria, domingo, também no Raulino. Enquanto isso, o Vasco joga no mesmo dia, mas contra o Friburguense, em São Januário.

PRIMEIRO TEMPO MONÓTONO

Disputada em um campo com péssimas condições e repleto de poças de água, a partida não foi das melhores no primeiro tempo. A mudança tática imposta por Oswaldo de Oliveira, com Rafael Marques e Bruno Mendes no ataque, não surtiu muito efeito. Os jogadores não encontravam o melhor posicionamento e o time não criava muitas chances.

Do lado do Vasco, Carlos Alberto tentava chamar o jogo mas estava em uma péssima noite. Com Eder Luis sumido e um trio de volantes que não possui muita criatividade, o Cruz-Maltino ficou sem poder de fogo e Tenório isolado no ataque não conseguia fazer nada diante dos zagueiros Bolívar e Dória.

O lance que mais chamou atenção na primeira etapa foi uma entrada criminosa do volante Sandro Silva no apoiador Fellype Gabriel. A jogada com força excessiva por parte do vascaíno no tornozelo esquerdo do alvinegro poderia ter causado uma fratura e o juiz apenas aplicou o cartão amarelo. Fellype saiu de campo, retornou mancando, mas aos poucos foi melhorando e não precisou ser substituído – Vitinho já estava no aquecimento.

É GOLEADA!

Ao retornar para o segundo tempo, Oswaldo afirmou que tinha ajeitado o posicionamento do ataque e do meio-campo do Botafogo. E desta vez, a mudança foi efetiva.

Logo aos sete minutos, Bruno Mendes desviou a bola após cobrança de escanteio, Alessandro não segurou e a pelota sobrou limpa para ele, Rafael Marques, empurrar para o gol. Foi o segundo do centroavante com a camisa do Botafogo.

Prontamente, Paulo Autuori – que segue sem vencer no comando do Vasco – pôs Bernardo no lugar de Wendel e botou o time para cima. Mas enquanto o Vasco ainda tentava assimilar o golpe, Julio Cesar cruzou da esquerda e Alessandro – em péssima noite – espalmou nos pés de Lodeiro, que só teve o trabalho de colocar no fundo das redes.

Com o Glorioso cada vez mais à vontade, nem o próprio time vascaíno contava com mais um lance infeliz de Alessandro. O goleiro cortou uma bola com a mão, fora da área, e recebeu o cartão vermelho. Foi a senha para desanimar de vez a torcida vascaína e incendiar o lado vencedor, que começou a gritar “Eliminado” para o time do Vasco, que está praticamente fora da disputa da Taça Rio.

Para fechar com chave de ouro, Fellype Gabriel – aquele que levou uma entrada criminosa no primeiro tempo – marcou o terceiro gol e afundou de vez o rival, que segue em uma crise que parece não ter fim. No decorrer da partida, os jogadores do Vasco tiveram que ouvir o grito “Olé” emitidos pelos botafoguenses. Com o resultado, o Botafogo assumiu a liderança do Grupo A, da Taça Rio, com 12 pontos. O vice-líder é o Volta Redonda, que apesar de ter o mesmo número de pontos perde no saldo de gols. O Vasco está na lanterna do grupo, com apenas um ponto.

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 3 BOTAFOGO
Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)
Data-Hora: 3/4/2013 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Luis Antonio Silva Santos (RJ)
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Jackson Lourenço Massara Santos (RJ)
Renda e público: R$ 111.670,00 / 5.478 pagantes / 6.994 presentes
Cartões amarelos: Sandro Silva e Yotún (VAS); Bolívar (BOT)
Cartão vermelho: Alessandro 16’/2ºT (VAS)
Gols: Rafael Marques 7’/2ºT (0-1), Lodeiro 13’/2ºT (0-2) e Fellype Gabriel 27’/2ºT (0-3)
VASCO: Alessandro; Nei, Dedé, Renato Silva e Yotún; Sandro Silva, Wendel (Bernardo 11’/2ºT), Fellipe Bastos e Carlos Alberto; Eder Luis (Pedro Ken 14’/2ºT) e Tenório (Michel Alves 17’/2ºT) – Técnico: Paulo Autuori.
BOTAFOGO: Jefferson; Lucas (Edílson 40’/2ºT), Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Fellype Gabriel (Henrique 41’/2ºT) e Lodeiro; Rafael Marques (Vitinho 36’/2ºT) e Bruno Mendes – Técnico: Oswaldo de Oliveira.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.