Bibiano Fernandes chega a Manaus e exibe cinturão do One FC

Manaus – Após conquistar o cinturão interino peso-galo do One FC no último dia 31, em Pasay City, nas Filipinas, o amazonense Bibiano Fernandes chegou a Manaus na manhã desta quarta-feira, 26, e trouxe na bagagem o cinturão de seis quilos, faturado após derrotar o japonês Koetsu Okazaki por decisão unânime.

Retornando a casa, o atleta da Prefeitura de Manaus ministra um Seminário de MMA na próxima sexta-feira, 28, das 19h às 21h, no Clube Pina (Japiim), totalmente gratuito.

“Estou em Manaus para visitar meu pai, para mostrar de perto este cinturão tão bonito e para agradecer ao secretário Fabrício Lima pelo apoio. Faço questão de vir a minha Cidade e trazer este presente. Além disso, vou estar ministrando uma clínica esta semana e quero passar as minhas melhores técnicas aos alunos, como forma de agradecer a todos que me apoiam e torcem por mim”, comenta o faixa preta, que conquistou sua sexta vitória consecutiva pelo One FC e aguarda uma chance de enfrentar o campeão linear da categoria, o sul-coreano Soo Chul Kim. Bibiano também é campeão da categoria no Dream.

Com 14 vitórias e três derrotas, o lutador é um dos poucos que recusou o convite que a maioria dos cacas grossas quer receber: A de fazer parte do seleto grupo do UFC. Segundo o amazonense, ele nunca se arrependeu da negativa e afirma que se houvesse outra oportunidade, não mudaria a resposta.

“O UFC é ótimo, respeito muito. Entretanto, dependendo das prioridades de um lutador, o evento não é tão proveitoso e magnífico do jeito que parece ser. Para um cara como eu, que reside no Canadá, tem várias contas para pagar, e não quer abrir mão da família, o UFC não compensa. Ganho mais e tenho mais qualidade de vida participando de outros eventos, como o One FC”, comentou o campeão mundial, que há nove anos mora em Vancouver e não pensa em retornar por enquanto a terra baré.

“Amo Manaus, não esqueço onde fui criado e dos meus amigos. Mas minha esposa que é canadense, não consegue se adaptar muito bem a cultura e aos costumes do Brasil. Tenho vontade de voltar um dia e trazer toda minha família, incluindo meus filhos Elias (7), Lucas (nove meses) e Gabriel (2)”, disse Bibiano, que morando há tanto tempo no exterior, facilmente troca as palavras em português por inglês. “Só não esqueço na hora que vou batizar meus filhotes”, brincou.

Foto: NATHALIA SILVEIRA/SEMDEJ 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.