Atlético-MG recebe líder Fluminense buscando manter o campeonato aberto

O compromisso desta 32ª rodada é encarado pelo Atlético-MG como uma decisão. Apenas a vitória interessa para manter o sonho da conquista do Campeonato Brasileiro. Isso porque o adversário do time mineiro neste domingo é o Fluminense, que lidera a competição com nove pontos a mais. O jogo acontecerá no Estádio Independência, em Belo Horizonte.

Os dois lados concordam quanto ao fato de o campeonato não estar decidido. Os jogadores do Fluminense, inclusive, asseguram que pensam desta maneira. “Ainda não acabou. Faltam sete rodadas, todas muito complicadas, e não vamos nos iludir esperando facilidades. Temos esse confronto muito importante contra o Atlético-MG, que vai exigir bastante da gente. Precisamos estar focados nisso. Só vai existir qualquer comemoração aqui caso o título seja conquistado matematicamente”, avisou o zagueiro Digão.

Concordando que o Brasileirão não está decidido, os dois times também acreditam que apenas um triunfo do Atlético-MG poderá “salvar” as emoções na luta pelo título. “O campeonato está em aberto ainda. Faltam sete rodadas, 21 pontos a disputar e qualquer coisa pode acontecer. Falo de sete confrontos importantes, mas este próximo é na nossa casa e será decisivo para o restante da competição. Temos que ganhar se quisermos ser campeões e isso é inegável”, disse o técnico atleticano, Cuca.

O comandante do time mineiro garantiu que um triunfo neste domingo vai realmente deixar aberta a briga pelo título e devolver a emoção ao Brasileirão. “Falo com propriedade sobre essa possibilidade de título. Se ganharmos neste domingo, a diferença de pontos cai para seis e o Fluminense terá jogos complicados. Vai sair contra o São Paulo e Sport, tem o Palmeiras lutando contra o rebaixamento, clássico contra o Vasco, enfim, a vida está complicada para todos os postulantes ao título. Se conseguirmos um bom aproveitamento nesta reta final podemos ganhar a taça sim, mas isso passa obrigatoriamente por uma vitória contra o Fluminense”, analisou Cuca.

O craque Ronaldinho Gaúcho acompanhou o raciocínio do treinador e vê a chance real de ser campeão em caso de vitória mineira. “É um jogo de máxima importância. É aí que vai definir o campeonato. O Fluminense abrindo mais pontos com uma vitória, não vai dar para buscar. E a gente, ganhando, abre de novo uma possibilidade”, declarou.

Mesmo cientes de que o empate é um grande resultado, os jogadores do Fluminense garantem a luta pela vitória e prometem uma postura ofensiva. “Temos que ir a campo e jogar de igual para igual com o Atlético Mineiro. Não podemos ficar apenas nos defendendo, se não a coisa vai ficar muito complicada. Não podemos aceitar a pressão por parte de nosso adversário”, disse o meia Thiago Neves.

Thiago Neves, por sinal, será uma das novidades do Flu no jogo deste domingo. Após defender a seleção brasileira nos amistosos contra Iraque e Japão, o meia ficou no banco de reservas contra o Grêmio, mas agora recuperou o posto de Wagner. Outra mudança será a presença do atacante Wellington Nem, que cumpriu suspensão diante dos gremistas, na vaga de Rafael Sóbis. O volante Jean, advertido com o terceiro cartão amarelo na rodada passada, ficará de fora, cederia o posto a Valencia. O colombiano, no entanto, sentiu uma lesão e é dúvida. Se não puder entrar em campo, será substituído por Diguinho.

Pelo lado do Atlético-MG, Cuca não poderá contar com o zagueiro Rafael Marques, que sofreu um traumatismo craniano no empate com o Santos. Réver, que cumpriu suspensão imposta pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), reaparecerá no setor. O meia Bernard, que chegou a ter um princípio de convulsão na rodada passada, foi liberado pelo departamento médico e vai atuar.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, as duas equipes se enfrentaram no Engenhão, no Rio de Janeiro, e empataram sem gols.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG X FLUMINENSE

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de outubro de 2012 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Jailson Freitas (BA)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Kléber Lúcio Gil (SC)
ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre, Leandro Donizete, Serginho (Guilherme) e Ronaldinho; Bernard e Jô
Técnico: Cuca

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho, Valencia (Diguinho), Deco e Thiago Neves; Wellington Nem e Fred
Técnico: Abel Braga

(Com Gazeta)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.