Amazonino volta a Manaus de “coração novo e língua afiada”

Amazonino Mendes

Amazonino MendesAmazonianarede/Sérgio Costa

Manaus – Após seis semanas afastado da Prefeitura de Manaus, para tratamento de saúde e duas cirurgias no coração, realizadas no hospital Sírio e Libanês em São Paulo, o prefeito Amazonino Mendes desembarcou no início da tarde no aeroporto Eduardo Gomes e foi imediatamente para o gabinete, onde reassumiu as funções.
Durante entrevista coletiva Amazonino abordou várias questões como o abastecimento de água na cidade, mas o assunto principal girou em torno das eleições do próximo domingo.

Amazonino disse que teve que ficar fora do processo por problemas de saúde, mas que tem candidato e que com certeza todos já sabem que é.

Perguntado sobre quem seria, ele não disse nome, mas afirmou ser uma pessoa experiente, que tem condições de dar continuidade ao programas sociais iniciados por ele e que beneficiam milhares de famílias.
Amazonino, revivendo o velho estilo, disse que não votaria em “pau mandado” e que pretende, sim, participar diretamente do processo num eventual segundo turno.

Questionado sobre o futuro político, Amazonino disse que não precisa estar num cargo eletivo para continuar sendo político. “Respiro política. Só deixarei de ser político quando morrer”. O prefeito arrancou risadas em geral ao afirmar “estou doido prá comer um peixe”.

O prefeito já retomou as atividades normais na administração da cidade a partir de hoje.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.