Amazonas Film Festival abre com produção italiana e homenagem a Roberto Farias

(Foto: Alfredo Fernandes – Agecom)

A produção italiana “Chegará o Dia”, de Giorgio Diritti, que foi filmada no Amazonas e contou com atores e produtores locais, abriu o 10º Amazonas Film Festival, nesta sexta-feira, 1º de novembro, no Teatro Amazonas, no Centro, zona sul de Manaus.

Na cerimônia de abertura do evento, o diretor e produtor audiovisual Roberto Farias, que é o presidente de honra do festival, também foi homenageado por sua carreira.

Farias dirigiu clássicos, como “O Trem Pagador” (1962) e “Pra Frente, Brasil” (1981). “Eu me sinto muito honrado de ser homenageado aqui, principalmente porque é melhor ser homenageado em vida do que virar nome de viaduto. Quero agradecer à Secretaria e ao governador Omar Aziz pelo convite”, disse o cineasta.

Nesta edição, o evento terá 49 filmes que concorrerão em quatro mostras competitivas divididas em: Internacional de Longa-Metragem, Curta-Metragem Brasil, Curta-Metragem Amazonas e Curta-Metragem Amazonas – Projeto Jovem Cidadão. Realizado pelo Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o AFF é um dos eventos de cinema mais importantes do Brasil e nesta edição oferecerá R$ 191 mil distribuídos nas quatro categorias, das quais R$ 64 mil para as mostras e R$ 127 mil para o 8º Concurso Amazonas de Roteiro Inédito para Produção de Filme de Curta-metragem Digital. Os vencedores serão conhecidos no dia 6 de novembro.

O secretário de Estado de Cultura, Robério Braga, destacou as novidades do evento deste ano. “Estamos com o Festival de Glasgow participando conosco, assim como o Conselho Britânico. Com isto, estamos realizando um grande intercâmbio de treinamento, preparação de técnica de artistas para a produção audiovisual amazonense”, frisou o titular da SEC, que acredita em um possível prêmio para os concorrentes amazonenses.

Ele destacou ainda que, na edição deste ano, o Amazonas Film Festival tem uma categoria voltada especialmente para alunos do Projeto Cidadão, programa do Governo do Estado. Para o secretário, o estímulo à capacitação e a participação em grandes eventos é importante para a formação de futuros talentos na área do audiovisual. Robério Braga disse, ainda, que, neste ano, a atriz escolhida para ser a madrinha da Ação Ecológica, promovida pelo evento, foi Ana Rosa, que iniciou sua carreira aos 22 anos na TV Tupi e, desde então, já teve passagem pelo cinema e outras emissoras de televisão.

Prestigiado internacionalmente, o AFF reunirá produções da Alemanha, Itália, Espanha, Filipinas, Inglaterra, além de EUA, Índia, França, Afeganistão e Brasil. O Festival também levará cinema aos asilos, abrigos, hospitais, centros de socialização de menores e assim como tem acontecido com outros eventos promovidos pelo Governo do Estado. Dando continuidade à política de interiorização da cultura, serão promovidas exibições de filmes também nos municípios de Autazes, Itapiranga, Manaquiri, Maués e Parintins.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.