Abrigo Moacyr Alves vai leiloar camisa autografada pela nova Seleção

A camisa é autografada por todo os craques da Seleção de Tite

 

 

A camisa é autografada por todo os craques da Seleção de Tite
A camisa é autografada por todo os craques da Seleção de Tite

Manaus, AM – Nas lojas oficiais ou em sites de busca, uma camisa da seleção brasileira custa entre R$ 150 e R$ 200. Mas e se essa blusa for autografada por todos os atletas e integrantes da comissão técnica da delegação canarinha?

A diretora do abrigo Moacyr Alves (instituição para pessoas com deficiência física ou intelectual), Claudete Ciarlini, recebeu esse presente, em mãos, do ex-jogador e campeão do mundo Edmilson, embaixador do projeto CBF Social, em Manaus.

Além da camisa autografada, Edmilson entregou, nesta segunda, 20 ingressos para o duelo entre Brasil e Colômbia, nesta terça, na Arena da Amazônia.Os mimos serão bem aproveitados.

Com gastos que giram em torno de R$ 100 mil mensais, Claudete admitiu que o convênio do quadro funcional do governo amazonense não cobre todas as despesas do Instituto. Dessa forma, o destino dessa camisa será um leilão a nível nacional. Antes, é claro, muita divulgação será realizada.

Muito bem vindo. A hora é ótima. Pretendemos fazer um evento a nível nacional. Nós vamos leiloar (a camisa), mas primeiro nós pretendemos lançar na mídia. Para que assim a gente possa arrecadar fundos para alguns projetos que ainda vamos desenvolver.

Meninos ganharam camisas da Seleçao, presentadas por Edmislon
Meninos ganharam camisas da Seleção, presentadas por Edmílson

Vale lembrar que isso aqui (abrigo Moacyr Alves) é um mini-hospital. Então os gastos são consideráveis. Temos equipes multidisciplinares, desde médico aos serviços gerais – disse Claudete, que exerce o cargo de diretora desde 2006.

Para Edmilson, que gere um trabalho social em sua cidade natal, no interior de São Paulo, há 10 anos, a sensação de poder colaborar com causas desse estilo são ‘’arrepiantes’’.

– Fico até emocionado porque a gente sabe o quão gratificante é apoiar um projeto mantido por amor. Tem crianças aqui, até adultos, que foram abandonados por sua família, seus pais. Essas pessoas são acolhidas como se fossem da família – disse o ex-volante, que falou sobre o surgimento da ideia.

– A CBF social começou a fazer esse trabalho desde o jogo de Recife (contra o Uruguai), quando Ricardo Rocha foi o embaixador. Essa é a nossa segunda ação em atividade, junto com a seleção brasileira. Estamos há dois dias fazendo trabalhos com educadores do Amazonas – finalizou.

Amazonianarde-Rede Amazonica

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.