ZFM: 46 anos de grandes conquistas e muitos desafios na Amazônia

Amazonianarede – Osny Araújo

Manaus – Criada pela lavra audaciosa do então deputado federal pelo Amazonas Francisco Pereira da Silva em 1957, a Zona Franca de Manaus, o maior e mais importante projeto de modelo de desenvolvimento da Amazônia e em particular do Estado do Amazonas, o projeto na realidade só foi materializado com a sua real implantação dez anos mais tarde, já na vigência do chamado Governo Militar, quando era presidente o saudoso marechal Humberto de Alencar Castelo Branco.

O início das operações reais da Zona Franca, começou com a grande corrida de estabelecimentos comerciais para Manaus, que motivados com os incentivos, torneiras aram a cidade como um ponto de grande atração para quem queria adquirir produtos importados, considerando as vantagens proporcionada com os incentivos fiscais e mesmo com as quotas de saídas de mercadorias estrangeiras, para evitar o contrabando, as vantagens eram muitas e isso gerava um grande movimento para o comercio da capital que teve um espetacular crescimento.

Paralelo ao seguimento comercial, foram criados ainda o Parque Industrial de Manaus, hoje chamado de Polo Industrial de Manaus e o Distrito Agropecuário, envolvendo terras dos municípios de Manaus, Presidente Figueiredo e Rio preto da Eva, com objetivo de também desenvolver o setor primário.

Considerado o maior e mais importante projeto de Modelo de Desenvolvimento da Amazônia Ocidental, segundo especialistas, na verdade, o Decreto 288 que criou Zona Franca de Manaus, sofreu uma série de mutilações ao longo dos anos e hoje muitas vantagens foram perdidas, mas ainda assim, o Modelo garante o professor socioeconômico do Amazonas e particularmente do Amazonas, e transformou Manaus, a capital do Amazonas que era vista por muitos como um “porto de lenha” numa metrópole e na mais importante capital da Amazônia.

CIÚMES

As vantagens da Zona Franca de Manaus, tem gerando muitos ciúmes nos governantes e políticos de outras regiões do País, que vez por outra investem contra a ZFM, especialmente o poderoso estado de São Paulo investe contra o Modelo e o Amazonas, fato que tem dado muitos trabalhos ao Governo do Amazonas e as bancadas no Congresso Nacional e dessa forma, vai continuando a sua vitoriosa caminhada vencendo obstáculos e desafios e segue em frente, melhorando as condições de vida dos habitantes desta região e fazendo com que a Amazônia fosse um pouco mais conhecida e valorizada pelos brasileiros.

Vale ressaltar, sai daqui de Manaus, do nosso Polo Industrial, com os incentivos determinados pelo Governo e amparados pela Constituição de 88, uma grande variedade de produtos industriais de ponta que abastecem o mercado nacional e garantem também maior e tudo isso, ocorrem em função da Zona franca de Manaus que está comemorando 46 anos de grandes vitórias,muitos desafios e de promover de maneira vista a olhos nus o desenvolvimento da região e tudo isso com respeito a natureza e levando a marcar da região para o mundo, através dos produtos aqui produzidos pelo Polo Industrial de Manaus.

Criada pelo Decreto-lei nº 288, de 28 de fevereiro de 1967, a Suframa coleciona algumas vitórias de investimento federal para a capital amazonense. Uma das mais recentes está o anúncio da expansão do Distrito Industrial na Zona Leste de Manaus. Atuando como agência de incentivo federal, a Suframa tem papel fundamental na geração de empregos e desenvolvimento industrial da Região Norte.

ANO DE CRISE

No ano passado, o Polo Industrial de Manaus (PIM) enfrentou um cenário econômico mundial adverso com demissões e impasses no setor de refrigeração, ciclomotores e duas rodas. O plano de incentivo em 2013 envolve isenção elétrica das industrias e negociações internacionais.

A arrecadação dos recursos para empresas é uma das principais dificuldades que merecem novas estratégias conforme Wilson Périco. No entanto, o presidente da Cieam parabeniza o superintendente da autarquia, Thomaz Nogueira, pela liberação de recursos

“O Governo Federal bloqueou os recursos e as industrias locais sentiram a interrupção, mas parabenizo a atuação da pessoa do Thomaz Nogueira que já conseguiu os investimentos já para este ano”, disse, os outros que ajudaram a escrever essa bela história.

NOMES IMPORTANTES

Ao longo dessa história, muitos nomes importantes passaram pela direção do órgão, que começou com o coronel Floriano Pacheco como o sei primeiro superintendente, depois vieram outros, como Hugo de Almeida, Aluízio Campelo, Igrejas Lopes, Ruy Lins, Manoel Rodrigues  e tantos outros que ajudaram a escrever essa bela e vitoriosa história.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.