Vacina contra o sarampo provocou reações e campanha está temporariamente suspensa no Amazonas

19-11sarampoManaus – A campanha de vacinação conta o sarampo, que estava sendo realizada no Amazonas, foi suspensa. A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) divulgaram nesta terça-feira (18) uma recomendação para suspensão temporária do uso da vacina Tríplice Viral, durante a campanha de imunização contra o sarampo, iniciada no último dia 8 deste mês.

Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), quatro crianças que tomaram vacinas do lote enviado para campanha apresentaram reações adversas, em Manaus.

Outra criança, que recebeu dose de vacina de lote diferente, que já estava no estado antes do início da campanha, apresentou hipersensibilidade. A recomendação não afeta o andamento da vacinação contra a poliomielite, iniciada no mesmo período.

Segundo a Susam, o objetivo da campanha contra o sarampo é imunizar mais de 344 mil crianças no estado. Ao todo, mais de 133 mil receberam as doses.

De acordo com o presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, três crianças apresentaram reações imediatas após a vacina. “As três reações alérgicas imediatas foram caracterizadas pela presença de palidez, desfalecimento e cianose, causada pela dificuldade na respiração”.

Segundo a FVS, uma das crianças teve “reação retardada”. Ela apresentou manchas no corpo e coceira. “A reação imediata é o que preocupa e foi exatamente em cima da preocupação que houve a decisão de suspender o uso”, acrescentou o Bernardino.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, os casos foram imediatamente comunicados ao Ministério da Saúde. “Enquanto aguardamos a manifestação do órgão, adotamos a medida de interrupção do uso dos lotes, de forma preventiva”, disse o secretário, por meio de assessoria.

O presidente da FVS disse ainda que não há previsão para a reativação da vacina. “Estamos esperando resposta do Ministério, enquanto isso não temos definição sobre reativar ou não a vacina”, afirma.

A Susam informou que a campanha de vacinação contra a poliomielite continua com sua programação normal, até o dia 28 deste mês. A meta é imunizar 290,6 mil crianças.

De acordo com a Semsa, todos os Distritos Sanitários de Saúde (Disas) da capital já foram comunicados sobre a suspensão da campanha de vacinação contra o Sarampo. A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) ficará responsável por enviar nota técnica para todas as secretarias municipais de saúde do estado.

Amazonianarede – Susam/Semsa

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.