Trecho da Av. Eduardo Ribeiro é liberado antes do Natal para não atrapalhar comércio

A área fica entre a Praça do Congresso, na Rua Monsenhor Coutinho e a Rua 10 de Julho
A área fica entre a Praça do Congresso, na Rua Monsenhor Coutinho e a Rua 10 de Julho
A área fica entre a Praça do Congresso, na Rua Monsenhor Coutinho e a Rua 10 de Julho

MANAUS – A partir desta sexta-feira (18), o primeiro trecho da obra de revitalização da Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro, está liberado para a circulação de veículos e pessoas. A área fica entre a Praça do Congresso, na Rua Monsenhor Coutinho e a Rua 10 de Julho. De acordo o prefeito Arthur Virgílio Neto, o projeto deve ser finalizado até março do ano que vem.

Segundo a prefeitura, a construção do trecho entregue hoje demorou mais de 80 dias para ser finalizada. No local, foi retirado o pavimento original e recuperadas as pedras lioz, além dos paralelepípedos, que voltam a compor a nova avenida.

Os paralelepípedos recuperados foram fixados nos cruzamentos e nas faixas laterais próximas ao meio-fio. Já na pista de rolamento foram encaixadas peças pré-moldadas de concreto (pavers) que, além de beleza e harmonia, apresentam maior durabilidade para o trânsito de veículos.

“Aqui nós temos o paralelepípedo, que nos remete à Eduardo Ribeiro do século 19, aquela Manaus antiga, famosa Belle Époque. Na pista, colocamos os pavers, que é do século 21. Então eu estou muito feliz com essa combinação dos dois séculos. É um resgate histórico”, disse Arthur.

A área também ganhou uma nova rede de drenagem profunda com a implantação de tubos de 0,80 e 0,60 centímetros de diâmetro, e confecção de meio-fio e sarjeta.

A comerciante Isabel Martine acompanhou a liberação do trecho e disse que, nos 23 anos de trabalho no Centro, sempre apoiou projetos que ajudassem a valorização desta área da cidade. “Eu achei uma ótima iniciativa. O Centro precisa disso, é o nosso cartão-postal, por onde passam todos os turistas. Eu faço de tudo para que ele continue sempre bonito”, afirmou.

EDUARDO-RIBEIRO-REVITALIZADA-2Para Isabel, manter o local organizado a partir de agora será um dever não só do poder público. “Tem que exigir que a população cuide também. Não podemos deixar que vândalos estraguem o trabalho que tem sido feito aqui. Iniciativas pequenas, como molhar as árvores, por exemplo, fazem a diferença. Sempre que eu posso, eu cuido”, complementou.

Outros trechos

Segundo Arthur, a obra não foi entregue com todos os trechos prontos em virtude do período festivo de final de ano.

“Nós combinamos com os comerciantes que íamos inaugurar esta parte da avenida antes do Natal. Reconhecemos o período difícil para o comércio e a crise econômica nacioal, por isso deixamos o local livre para que eles  consigam recuperar as vendas no Natal e Ano Novo. Mas logo depois das festas, nós vamos cair muito forte em cima da conclusão desta obra”, disse.

O projeto, aprovado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), foi concebido pelo Instituto Municipal de  Planejamento Urbano (Implurb) e detalhado pela empresa Laghi Engenharia, contratada para desenvolver o projeto executivo de revitalização da avenida.

Na sequência, os trabalhos seguem para os demais quarteirões da Eduardo Ribeiro, descendo até chegar à Avenida Marquês de Santa Cruz.

Prédios históricos

Ainda conforme o prefeito, faz parte do projeto de revitalização do Centro, investir na recuperação de prédios históricos com fachadas deterioradas.

“Estou em contato com os donos destes patrimônios para que eles façam as reformas, queremos que eles contribuam com o embelezamento da Eduardo Ribeiro”, explicou.

* Com informações de assessoria.
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.