Timberlake confia demais em 2º disco e faz show irregular

(Amazonianarede – Veja)

Cantor fez um grande início e final de show, mas priorizou músicas de ‘The 20/20 Experience’ no meio, deixando de lado o álbum ‘FutureSex/LoveSounds’.

O pop não está sendo muito bom com o Rock in Rio. Se, na sexta-feira, a cantora Beyoncé fez um show um tanto enfadonho, Justin Timberlake não deixou por menos. Apesar de mostrar um grande início e término de show, com vários hits de seus discos Justified, de 2002, FutureSex/LoveSounds, de 2006, e The 20/20 Experience, lançado neste ano, o repertório do cantor no miolo da apresentação deixou a desejar.

Timberlake iniciou a apresentação muito bem, mesclando hits de seus três discos, como a sequência My Love, Cry Me a River e Pusher Love Girl. No entanto, enfileirou uma sequência somente com músicas do novo trabalho, com That Girl, Tunnel Vision e Let the Groove In, o que deu uma esfriada no público.

A impressão que dava era de que, toda vez que Justin estava perto de recuperar as rédeas do show, algo desandava. A exemplo disso, esteve o cover completamente desnecessário de I Need You Tonight, do INXS. Também ficou a sensação de que, apesar de o cantor ter calibre para fechar um festival grande como o Rock in Rio, falta um pouco de repertório.

A sequência final do show, porém, quase redimiu Timberlake. A começar por uma homenagem a Michael Jackson, cantando Shake Your Body (Down to the Ground), do início da carreira do músico no grupo The Jacksons. Seguiram Rock Your Body, What Goes Around… Comes Around, Suit & Tie, Mirrors (a que mais animou o público) e SexyBack. A essa altura, porém, já passava das 2 horas da manhã, e o público já debandava da Cidade do Rock – afinal, é segunda-feira.

Roqueiros – O Rock in Rio recomeça na quinta-feira que vem, primeiro dia roqueiro de fato, com shows de Metallica e Alice in Chains. Ainda passam pelo evento os artistas Bon Jovi, Nickelback, Matchbox Twenty, Bruce Springsteen, John Mayer, Iron Maiden, entre outros.

De acordo com a assessoria do festival, até às 23 horas, 80 000 pessoas haviam entrado na Cidade do Rock. Como o dia foi de muito calor no Rio de Janeiro, houve muitos atendimentos médicos. Até às 23 horas, 695 pessoas haviam passados pelos seis postos médicos instalados no local – a maioria por desidratação e queda de pressão arterial.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.