SRTE/AM fiscaliza projetos de acessibilidade em empresas do Distrito

(Foto: Ascom SRTE-AM*)

Com o objetivo de promover a acessibilidade dentro das empresas e facilitar a inserção de Pessoas Com Deficiência (PCD), a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amazonas (SRTE/AM) está realizando uma fiscalização instrutiva nos projetos de acessibilidade nas empresas com mais de 1000 empregados do Polo Industrial de Manaus (PIM).

A equipe de auditores fiscais do Trabalho irá visitar no próximo dia 5 de novembro, a empresa MASA da Amazônia, que apresentará o Projeto de Acessibilidade com melhorias em suas instalações que beneficiarão os cerca de 1500 empregados na empresa, principalmente aqueles que possuem necessidades especiais de locomoção. De acordo com a orientadora do Projeto, a auditora fiscal do Trabalho, Maria Julieta, as adaptações melhoram inclusive a vida dos trabalhadores que não possuem qualquer tipo de necessidades especiais. “Construir rampas ao invés de escadas de emergências é muito melhor, pois os elevadores são os primeiros a serem interditados em caso de sinistros, além do mais, as rampas garantem uma movimentação mais rápida”, enfatizou.

De acordo com o presidente da MASA, Ocimar Melloni, a empresa se destaca pelo seu comprometimento com a valorização das pessoas, fazendo o que é possível para melhorar a qualidade de vida no trabalho. O Projeto orientado pela auditora fiscal do trabalho e hoje oficialmente entregue é mais uma demonstração de nosso compromisso e da nossa crença de que com orientação especializada, sinergia e boa vontade são possíveis encontrar caminhos viáveis para solucionar problemas e melhorar ainda nosso ambiente de trabalho.

O Projeto geral em desenvolvimento pela SRTE/AM prevê melhorias em 25 empresas do PIM. Com a instalação de pisos táteis, maçanetas em forma de alavanca, torneiras de pressão, vagas de estacionamentos reservadas, sinalizações e outras normas de acessibilidade no meio laboral, apresenta uma preocupação por parte dos empregadores com os PCDs. Moto Honda, Digitron e o prédio novo da Videolar são algumas das empresas que já concluíram as adaptações. A meta da SRTE é concluir o projeto em 25 empresas até abril de 2014.

Transporte – No último dia 17 de outubro, na sede da SRTE, foi realizada uma reunião com todas as empresas que fazem o transporte dos trabalhadores do PIM. No encontro foram debatidas metas para garantir a acessibilidade de funcionários com deficiências mais graves como: deficientes visuais, cadeirantes e amputados. O prazo para a implementação de dispositivos de acessibilidade nas empresas de ônibus foi estendido para setembro do próximo ano.

As empresas que não aderirem às normas de acessibilidades podem ser autuadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego por discriminação, prevista na convenção internacional dos direitos da Pessoa Com Deficiência e a SRTE que tem se esforçado em apoiar e orientar as empresas para que elas possam se adequar no menor prazo possível.

*Colaboração: Assessoria de imprensa da Masa da Amazônia

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.