Socialite e seus comparsas acusados de tentativa de assassinato de rival na Academia podem ir a júri popular

Ao centro, Marcelaine acusada de ser a mandante da tentativa de assassinato
Ao centro, Marcelaine acusada  de ser a mandante da tentativa de assassinato
Ao centro, Marcelaine acusada de ser a mandante da tentativa de assassinato

Manaus – O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) encaminhou ao Tribunal de Justiça do Estado (TJ-AM) pedido para que os acusados de tentar matar a universitária Denise Almeida da Silva sejam levados a júri popular.

O crime ocorreu em novembro de 2014 no estacionamento de uma academia no Centro de Manaus. Entre os réus, está a socialite Marcelaine Schumman, apontada como mandante da tentativa de homicídio.

O pedido foi assinado pelo promotor Rogério Marques dos Santos na segunda-feira (11). O documento foi encaminhado à 20ª Promotoria de Justiça e ao 3º Tribunal do Juri Popular da Capital nesta semana.

Denise Almeida, a rival e vítima
Denise Almeida, a rival e vítima

O promotor aponta que “não há dúvida quanto à presença de indícios suficientes de autoria e de participação” dos réus. Marques destaca como “incontroversos” o envolvimento de Marcelaine com o suposto pivô do crime, o empresário Marcos Souto, e atritos da socialite com a vítima semanas antes do ocorrido.

O juiz Mauro Antony disse que já recebeu o pedido do MP. “[O resultado deve sair] só depois que a defesa oferecer as alegações finais dela. Se eu entender que houve tentativa de homicídio, eles vão a júri”, resumiu.

Amazonianarede-AMTV

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.