Semsa reforça estratégia para evitar filas em Unidades de Saúde

O titular da Semsa, Homero Leão, monta estratégias para evitar as grandes filas no Sistema Municipal de Saúde
O titular da Semsa, Homero Leão, monta estratégias para evitar as grandes filas no Sistema Municipal de Saúde
O titular da Semsa, Homero Leão, monta estratégias para evitar as grandes filas no Sistema Municipal de Saúde

 

Manaus, AM – Desde o dia 6 de junho, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) adotou a estratégia de Serviço de Mensagem Via Celular (SMS) para comunicar aos usuários a data, o horário e o local onde a consulta com médico e exames estão marcados. A nova técnica, que já enviou mensagem para 70% dos pacientes da Rede Municipal de Saúde, tem como meta principal diminuir as filas nas unidades e humanizar o atendimento.

Para avaliar os resultados, o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, reuniu nesta segunda-feira (2) com todos os diretores dos Distritos de Saúde para um balanço do novo sistema. “Sabemos que as filas ainda existem em algumas unidades, mas estamos diminuindo cada vez mais com esta nova estratégia adotada.

A nossa oferta é maior que a demanda, mas estamos reestruturando o processo de trabalho para oferecer cada vez mais um atendimento de qualidade, digno e com acolhimento aos usuários. É determinação do prefeito Arthur Neto que as filas sejam amenizadas e não estamos medindo esforços para isso”, afirmou Homero.

O secretário municipal de Saúde também orientou diretoras de distritos que ajam com rigor também na cobrança dos horários dos médicos, que têm que atender 16 pacientes por turno, número de atendimentos preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Temos médicos que atendem até mais do que isso, mas também temos profissionais que faltam e prejudicam o atendimento. Já solicitei um balanço da frequência dos últimos seis meses de todos os profissionais de Saúde da Semsa, porque eles têm que cumprir rigorosamente seus horários de trabalhos e podem ser advertidos e punidos”, ressaltou.

A redução de 32% da verba da Saúde pelo Governo Federal e a demissão de mais de 19 mil funcionários do Distrito Industrial, também foi citada pelo secretário como algumas das dificuldades enfrentadas pelo Sistema Único de Saúde.

“A grande demissão no Distrito fez com que muitas pessoas perdessem o plano de saúde particular da família inteira e eles passaram também para o SUS, aumentando a demanda, porque o SUS é para todos. E os recursos federais que já eram parcos, agora, com essa diminuição dos investimentos, teve um grande reflexo em Manaus, prejudicando a atenção primária.

Mesmo enfrentando essa grande crise econômica, o prefeito entregou 27 Unidades de Saúde ainda somos campeões de vacinação em Poliomielite por ser a única capital do País a ter atingido a meta, temos investido em ações, novas estruturas e temos servidores extremamente envolvidos por uma saúde melhor”, apostou o secretário.

A Unidade Básica de Saúde Amazonas Palhano, no São José, zona Leste, é uma das unidades que está sendo reformada pela Prefeitura para oferecer um espaço melhor estruturado. Outras, como a UBS Arthur Virgílio, na zona Norte, e a UBS Maria de Fátima Mafra, estão entre as 13 unidades de Saúde que estão sendo reformadas e construídas pela Prefeitura.

“Como a sala de espera da UBS Amazonas Palhano está em reforma, os pacientes estão entrando ao lado, mas não temos mais fila de espera na unidade, porque eles são acolhidos, tem sua consulta agendada e quando vão ao médico, já recebem depois por SMS, informando o local, data e horário onde será feita a consulta e os exames especializados. Todos os diretores estão trabalhando para que o usuário seja atendido da melhor forma possível”, disse a diretora do Distrito de Saúde Leste, Graça Azevedo.

A ideia é diminuir as filas para melhorar e apressar o atendimento
A ideia é diminuir as filas para melhorar e apressar o atendimento

A diretora do Departamento de Informação, Controle e Avaliação da Semsa, Aldeniza Araújo, tem participado das reuniões do grupo das Redes Municipal e Estadual de Saúde, denominado Top 10, para reorganizar a oferta de serviços de marcação de exames no Sistema de Regulação (Sisreg), que são realizadas todas as terças-feiras, na Secretaria de Estado da Saúde (Susam).

“A Semsa e a Susam estão trabalhando juntas para otimizar as marcações de consultas especializadas. Os médicos especialistas, em sua maioria, são do Estado, entretanto as consultas são marcadas nas unidades de Saúde da Prefeitura, numa gestão compartilhada com a Susam. Então essa parceria é para que o usuário seja atendido o mais rápido possível e assim possamos reduzir as filas”, destacou Aldeniza.

Amazonianarede-Semcom

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.