Secretário de Saúde debate vigilância em saúde em Brasília

Sec. de Saúde - Wilson Alecrim

Brasília – O Secretário de Estado de Saúde, Wilson Alecrim, participou nesta quarta-feira (17) de uma mesa redonda que teve como tema a vigilância em saúde no país. O debate fez parte da programação da Expoepi – Mostra nacional de experiências bem sucedidas em epidemiologia, prevenção e controle de doenças, que acontece até a próxima sexta-feira (19), em Brasília.

Com o tema “Agenda estratégica para o fortalecimento da Vigilância em Saúde no SUS”, o secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, apresentou novas propostas que tem o objetivo de fortalecer a capacidade de detecção e de emitir respostas às emergências de saúde pública no país. “As informações precisam ser difundidas para todos os níveis de gestão, de forma a capturar de maneira real as informações do que acontece no mundo”, disse. Ele citou ainda a importância da integração da vigilância em saúde com a assistência para a significativa redução de casos de dengue em todo o país.
Jarbas Barbosa também lembrou a importância das ações de vigilância em saúde no combate e controle a outras doenças e apontou como pontos positivos para o país a redução do número de casos de hanseníase e das doenças crônicas não transmissíveis, como o fumo e alcoolismo. Uma das metodologias apontadas para alcançar a redução dessas doenças, segundo o secretário é a promoção à saúde.

Wilson Alecrim, que também é Presidente do Conselho Nacional de Secretários de Estado de Saúde (Conass) relatou que no Amazonas houve redução de mais de 95,91% no número de casos de dengue, no primeiro semestre de 2012 em relação ao mesmo período do ano passado. “As ações de prevenção e controle foram intensificadas, novas tecnologia foram incorporadas e as pessoas estão deixando de adoecer de dengue, o que é um avanço importante não só para o estado, mas para todo o país”, disse. O secretário informou ainda que o uso de smartphones para a identificação rápida de casos graves de dengue contribuiu também para a redução do número de óbitos pela doença.

Alecrim também falou sobre a forma de organização da vigilância em saúde no país, considerado sempre o primo pobre da gestão da saúde, recebendo o que sobrava dos outros serviços. “Felizmente a partir de 1999, foi reconhecida que a desintegração entre a vigilância e assistência precisava ser revisto”, comemorou.

A palestra do Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde também contou com a participação de Antônio Nardi, Presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems).

(Por:Ascom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.