Rio Negro supera cota de segurança e CPRM deve definir liberação da Ponta Negra

A praia da Ponta Negra deve ser liberada até o fim do ano, segundo o prefeito Arthur Neto
A praia da Ponta Negra deve ser liberada até o fim do ano, segundo o prefeito Arthur Neto
A praia da Ponta Negra deve ser liberada até o fim do ano, segundo o prefeito Arthur Neto

MANAUS – A Praia da Ponta Negra, na zona oeste da capital, deve ser desinterditada ainda este mês, segundo o prefeito de Manaus, Arthur Neto.

Há mais de 30 dias, o Rio Negro superou a cota de segurança de 16,40 metros, estabelecida no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado junto ao Ministério Público do Estado (MP-AM), em 2012. Nesta quarta-feira, o rio alcançou 16,89 metros.
De acordo com o prefeito, a desinterdição ainda não foi realizada porque faltam algumas vistorias de órgãos como o Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

“Estou preocupado com a segurança dos nossos banhistas, porque como a praia é artificial tem declives que precisam ser avaliados, mas ainda este mês vai ficar pronto e vamos liberar”, afirmou.

A Praia da Ponta Negra está fechada para banho desde o mês de outubro.  A interdição foi motivada pela vazante do Rio Negro que ficou abaixo dos 16 metros.

Conforme laudo do CPRM, a revitalização do balneário, transformado em praia perene em 2012, aterrou em 600 metros os dois quilômetros da praia. Mas, a superfície irregular fica mais perto da faixa de banho durante a vazante, com crateras de até seis metros de profundidade.

Três pessoas morreram vítima de afogamento na  Ponta Negra neste ano, conforme o coronel. Em 2014, foram duas vítimas. Em 2013 o balneário ficou fechado para banho, após as 13 mortes em 2012, quando a praia perene foi inaugurada. D24AM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.