Rachaduras no Viver Melhor gera protesto dos moradores

Moradores atearam fogo em pneus e pedaços de madeira, no conjunto Viver Melhor (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)

 

 

Moradores atearam fogo em pneus e pedaços de madeira, no conjunto Viver Melhor (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)
Moradores atearam fogo em pneus e pedaços de madeira, no conjunto Viver Melhor (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)

Manaus, AM – Moradores da primeira etapa do conjunto Viver Melhor, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus, realizaram um protesto na noite desta terça-feira (8). Eles exigiram providências da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) e da construtora responsável pelo residencial depois que rachaduras começaram a surgir em prédios do conjunto.

O protesto foi realizado na principal avenida do conjunto Viver Melhor, onde moradores atearam fogo em pneus e pedaços de madeira.

Devido o tumulto, a pista ficou bloqueada por cerca de três horas. Policiais militares falaram com os manifestantes e uma equipe do Corpo de Bombeiros do Amazonas foi acionada ao local.

O mais recente problema dos moradores do residencial ocorreu na manhã desta terça-feira (8). Algumas pessoas que moram nos prédios da Quadra 36 ficaram assustadas quando ouviram estalos nas estruturas. Técnicos da Defesa Cicil do Município estiveram no local para avaliar a situação.

“Houve um deslocamento no piso, e todo deslocamento significa que algo mexeu. Nossa preocupação é com a vida das pessoas: são 16 apartamentos nesse bloco, com média de cinco pessoas por apartamento. Será feita uma avaliação técnica pela Defese Civil para que seja acionada a construtora responsável para analisar o que pode ser feito para solucionar o problema”, disse o técnico Elias.

Os moradores estáo com medo, vários prédios ameaçam cair
Os moradores estáo com medo, vários prédios ameaçam cair

Moradora de um dos apartamentos afetados no Viver Melhor, Maria de Fátima fala sobre o susto causado pelos estalos. “Foi muito ruim, eu estava deitada e fui acordada por meus filhos gritando que o prédio estava caindo. Então saímos desesperados, gritando para todos os vizinhos saírem do prédio”, lembrou.

Os moradores da Quadra 36 esperam providências sobre esses problemas que, segundo eles, começaram a surgir em 2013. A suhab informou por telefone que só trabalha com a seleção das famílias que moram lá. Sobre os danos desta terça-feira (9), a Suhab informou que é de responsabilidade da construtora fazer os resparos.

A Direcional Engenharia divulgou em nota que já enviou uma equipe de assistência técnica ao prédio para avaliar as questões relatadas pelos moradores. Caso seja identificado algum problema, estrutural, devem ser tomadas as providências necessárias.

Amaznianarede-Bom Dia Amazonas

tópicos:

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.