Projeto Fundo Amazônia beneficia famílias rurais de Vila Extrema/Sul de Lábrea

(Reportagem: Paula Vieira)

Cerca de 150 agricultores familiares de Vila Extrema/Sul de Lábrea estão sendo beneficiados com o Projeto de Reflorestamento em Áreas de Intensa Pressão do Desmatamento no Sul do Amazonas, que visa recuperar as áreas degradadas e a regularização fundiária e florestal dessas Unidades Familiar.

O projeto faz parte da parceria entre Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (IDAM), Secretaria de Desenvolvimento Sustentável (SDS), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Instituto Amazônia (IA) e Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (Ipaam).

Ao todo a área beneficiada com o projeto é de 1,4 hectares por propriedade. “Atualmente cerca de 90 propriedades já foram destocadas (retirada dos tocos), onde estão sendo realizados os procedimentos de gradagem”, pontuou o gerente da Unidade Local do IDAM/Vila Extrema/Sul de Lábrea, Josafá Novaes Macedo.

Segundo ele, a meta é que até o fim de dezembro esteja concluído em 100% o projeto no Sul de Lábrea.

Nessas áreas serão plantadas as culturas como o açaí, cupuaçu, cacau, guaraná, banana e essências florestais como a andiroba, cedro rosa, paricá, entre outros.

Na ocasião, os técnicos da Unidade Local do IDAM estão realizando o acompanhamento técnico dessas propriedades, onde eles orientam as famílias com relação às questões de plantio no Sistema Agroflorestal (SAF).

A região recebeu no último dia (4 de outubro), uma visita técnica dos representantes da SDS, IDAM/Central e Embrapa.

Projeto– O Fundo Amazônia tem por finalidade captar doações para investimentos não reembolsáveis em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento, além da promoção da conservação e do uso sustentável do Bioma Amazônia.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.