Projeto busca aumentar produção de leite em Presidente Figueiredo

Um projeto que pretende transformar Presidente Figueiredo (AM) em um pólo de produção de leite está começando a ser implantado, através de um esforço conjunto entre instituições do governo estadual do Amazonas e Prefeitura de Presidente Figueiredo, além da Embrapa Amazônia Ocidental, que apoiará o trabalho por meio da disponibilização de um pacote de tecnologias para o setor.

De acordo com o gerente do Idam (Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas) em Presidente Figueiredo, Almir Carvalhal, para alcançar números maiores de produção no município, serão desenvolvidas diversas ações de apoio ao trabalho do produtor, como implantação de pastagens forrageiras, melhoria do rebanho, qualificação das instalações, viabilização de crédito e capacitações, além do acompanhamento técnico, que é prestado pelo próprio Idam.

Em reunião realizada na quinta-feira (04/07/2013), na sede da Embrapa Amazônia Ocidental, em Manaus, representantes do Idam, Embrapa e Secretaria de Desenvolvimento Agrícola e Abastecimento de Presidente Figueiredo definiram alguns encaminhamentos técnicos para a execução do projeto. “A Embrapa vai ser muito importante neste processo, gerando conhecimento e difundindo suas tecnologias, como, por exemplo, a questão das pastagens e do melhoramento genético do rebanho, que são fundamentais na área do leite. Assim poderemos levar o melhor ao produtor, possibilitando este aumento de produção esperado”, destacou Carvalhal.

Com a aplicação destas estratégias, o esperado é que a produção no município chegue aos nove mil litros/dia, aumentando em 2,25 vezes os números atuais, estimados em quatro mil litros/dia. Segundo Carvalhal, um grupo de 20 produtores já foi selecionado para receber o projeto.

Captação da Produção

De acordo com o gerente do Idam, o município conta com empreendimentos com possibilidade de captar este aumento de produção. O laticínio Amazon Nat, por exemplo, já possui capacidade para receber uma produção diária de cinco mil litros. No futuro, a empresa, que atua na fabricação de queijos, leite e bebida láctea, pretende alcançar a capacidade de 16 mil litros/dia. “Sem dúvidas existe demanda. Se o produtor conseguir produzir mais e com qualidade ele terá o retorno”, finalizou Carvalhal.

Outros projetos de incentivo à pecuária leiteira estão sendo desenvolvidos, também, nos municípios de Manicoré e Apuí.

Participações

Além de Carvalhal, participaram da reunião os pesquisadores da Embrapa Amazônia Ocidental, Felipe Tonato, Gilvan Martins e Rogério Perin, os representantes do Idam, Sebastião Mendonça, David dos Santos, José Ramonilson Gomes, Hilário Abreu, Airton José Schneider e Adilson da Silva, além do secretário de desenvolvimento agrícola e abastecimento de Presidente Figueiredo, Jean Barros Ferreira.

(Embrapa Amazônia Ocidental – Felipe Rosa) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.