Procon-AM constata venda de camisinhas vencidas em Manaus e notifica fabricante

Os preservativos estão com o prazo de validade vencido e adulterado
Os preservativos estão com o prazo de validade vencido e adulterado
Os preservativos estão com o prazo de validade vencido e adulterado

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), por meio do Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM), informa que os preservativos Elite dos lotes DFV, DFI e BFIII, produzido pela Fábrica de Artefatos de Látex Blowtex Ltda., integrante da multinacional Ansell, não podem ser comercializados aos consumidores por estarem com o prazo de validade vencido e adulterado e a indicação dos lotes em desacordo com o informado nas embalagens interna e externa de cada um deles.

 
Segundo a coordenadora do Procon-AM, Rosely Fernandes, o fato foi registrado pelo Setor de Fiscalização do órgão, que verificou o produto à venda em sete drogarias de Manaus e constatou a veracidade da denúncia. Todos os lotes de camisinha inadequados que estavam sendo comercializados nos locais fiscalizados foram apreendidos pelo Procon-AM. “Soubemos da infração, através de denúncia realizada por um consumidor, que veio ao Procon e trouxe o produto. É uma questão grave que atenta a saúde e a segurança sexual do consumidor, pois, apresenta padrões inadequados de qualidade, segurança, durabilidade e desempenho, em desconforme com o Código de Defesa do Consumidor”.
 
A fabricante foi notificada nesta quinta-feira, 2 de junho. Caso não retire imediatamente os produtos do comércio e não se enquadre nos padrões de qualidade, a empresa deverá ser autuada conforme a Lei.
 
O fato gerou Procedimento Administrativo Preliminar e foi enviado a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e ao Procons-Brasil. “Por tratar-se de uma multinacional, esses produtos podem estar à venda em qualquer parte do Brasil, por isso, tomamos a iniciativa de avisar aos órgãos de atuação nacional para que tomem as devidas providências”, explica Fernandes.
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.