Preso homem que matou estudante por R$ 100

(Foto: Ascom)

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), sob o comando do Delegado Titular, Antônio Rondon Jr., e da Delegada Adjunta, Geórgia Cavalcanti, realizou na manhã desta terça-feira (1º) a prisão de Luiz Otávio Sampaio de Almeida, 22, suspeito de matar a estudante Michelle Monique Maciel Freire, 33.

O crime ocorreu no último sábado (28), por volta das 13h30, na residência da vítima, na rua da Maromba, bairro Chapada, Zona Centro-Sul da capital. Luiz Otávio foi preso em flagrante pelos investigadores da DEHS por volta das 6h, na residência dele, localizada na Comunidade Parque São Pedro, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus.

“As investigações foram iniciadas pelo 10º Distrito integrado de Polícia (DIP), onde foi registrado o boletim de ocorrência. Desde o dia do crime, uma equipe da DEHS esteve no local para colher informações sobre o paradeiro do suposto autor, que teria cometido o homicídio e tentado matar a mãe de Michelle, a aposentada Maria Aparecida Maciel Freire, 68, com golpes de bengala na cabeça. Assim que tivemos conhecimento do caso demos início a diligências ininterruptas para identificar e localizar o suspeito”,destacou o Titular da DEHS, Antônio Rondon Jr.

Durante coletiva de imprensa, realizada na manhã de hoje na DEHS, a Delegada Geórgia Cavalcanti revelou detalhes das investigações. “Luiz realizou na casa, por duas vezes, serviços de limpeza da piscina e capinação do gramado no lugar do sogro dele, que estava doente. No sábado ele foi cobrar R$ 100 pelos serviços prestados. Michelle teria falado que não tinha o dinheiro e ele ficou revoltado. Em seguida desferiu três facadas na vítima, que ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos”, frisou.

Ainda de acordo com Geórgia Cavalcanti, a DEHS tem dez dias para concluir o inquérito. “Iremos nos deter apenas na motivação do crime, pois não há dúvidas sobre a execução”, disse.

No dia do crime foram recolhidas no local a faca e a bengala possivelmente utilizadas no crime e uma toalha ensanguentada. O material foi levado ao Laboratório do Instituto de Criminalística da Polícia Civil, onde foi periciado.

Na Especializada, Luiz Otávio foi autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil (Artigo 121, inciso 2, do Código Penal Brasileiro) e tentativa de homicídio qualificado (Artigo 121, combinado com Artigo 14, inciso 5, do CPB) para garantir impunidade de outro crime. Ao término dos procedimentos realizados na unidade policial, Luiz Otávio será encaminhado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.