Premiê neozelandês pede perdão a garçonete

O gabinete do primeiro-ministro declarou que Key já se desculpou com a garçonete
O gabinete do primeiro-ministro declarou que Key já se desculpou com a garçonete
O gabinete do primeiro-ministro declarou que Key já se desculpou com a garçonete

O primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, pediu perdão nesta quarta-feira a uma garçonete, que o classificou de “valentão da escola” por puxar repetidamente seu rabo de cavalo durante visitas ao café no qual trabalha.

A garçonete de Auckland, cuja identidade é desconhecida, explicou ao site ‘thedailyblog.co.nz’ que Key, de 53 anos, chegou a fazê-la chorar.

Segundo ela, o chefe de Governo puxou seu rabo de cavalo em ao menos seis ocasiões durante suas visitas ao café.

A garçonete disse ter deixado claro a Key que não gostava de seu comportamento e advertiu os guarda-costas do primeiro-ministro neozelandês que bateria nele se continuasse assim.

A esposa de John Key, Bronagh, inclusive teria apelado para seu marido “deixar em paz esta pobre menina”, segundo o relato da garçonete, para quem o chefe de Governo parecia não se importar.

“Era como um valentão da escola, que puxa o cabelo das meninas para obter uma reação e ter uma sensação de poder”, acrescenta no blog.

No fim de março, o primeiro-ministro ofereceu a ela duas garrafas de vinho e explicou que não havia percebido como ela considerava desagradável seu comportamento, acrescentou a jovem.

“Sério? Era quase mais ofensivo que o assédio!”, disse.

O gabinete do primeiro-ministro de centro-direita, que iniciou em novembro seu terceiro mandato consecutivo, declarou que Key já se desculpou com a garçonete.

“Nunca quis colocá-la em uma situação incômoda e pede perdão”, disse uma porta-voz.

No entanto, a líder dos verdes (oposição), Meteria Turei, classificou o comportamento do primeiro-ministro de estranho e convocou Key a “obedecer as regras, assim como todos os demais”. AFP

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.