Prefeitura avança na reestruturação do sistema de estacionamento rotativo no Centro

(Reportagem: Alita Falcão)

Manaus – O prefeito Arthur Virgílio Neto encaminhou, nesta terça-feira, 18, para apreciação da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Muncípio (Loman) para a reestruturação do sistema de estacionamento rotativo pago do centro da cidade, o Zona Azul.

A mensagem do Executivo Municipal pede a revogação do artigo 268, de 5 de abril de 1990, nos seus parágrafos primeiro e segundo, que desativou os estacionamentos públicos das ruas Quintino Bocaiúva, Guilherme Moreira, Mundurucus, rua dos Andradas, José Paranaguá, Floriano Peixoto, rua dos Barés, Miranda Leão, rua da Instação, Epaminondas e Doutor Moreira.

Segundo o prefeito, como no ano passado o novo perímetro do Zona Azul foi regulamentado, a medida se faz necessária para que a resstruturação dos estacionamentos do centro possa avançar, facilitando a ordenação e o controle de trânsito nessa região.

A implantação do Zona Azul se dará em dois perímetros: O primeiro compreenderá as ruas Leonardo Malcher, Luiz Antony, Governador Vitório, Tamandaré, rua Marquês de Santa Cruz, Floriano Peixoto, avenidas 7 de Setembro e Joaquim Nabuco.

O segundo trecho começa a partir da rua Marquês de Santa Cruz, se estendendo pela avenida Lourenço da Silva Braga (Manaus Moderna), rua dos Andradas, avenida Joaquim Nabuco (até a Leonardo Malcher).

A proposta também prevê a revogação do artigo 269 da Loman, que criou o Selo Estar como opção de estacionamento de curta duração e longa permanência. O modelo já foi substituído pelo sistema Zona Azul. A Emenda entrará em vigor na data de sua publicação.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.