Prédio em obras que oferecia riscos na Zona Norte foi demolido

A demolição ocorreu na manhã deste sábado e os vizinhos ficaram aliviados
A demolição ocorreu na manhã deste sábado e os vizinhos ficaram aliviados
A demolição ocorreu na manhã deste sábado e os vizinhos ficaram aliviados

Manaus – Um prédio em construção, localizado na Zona Norte, que oferecia perigo de desabamento foi demolido na manhã deste sábado pelo Corpo de Bombeiros, fatos que deixou os vizinhos aliviados e livres do perigo de desabamento.

O prédio em questão tinha três andares e parte do imóvel começava a ceder, por isso as residências vizinhas foram isoladas para que operação demolição fosse realizada com seguranças.

O prédio estava localizado na Rua das Palmeiras, no bairro Cidade de Deus. Na madrugada, por volta de 4h, ocorreu um colapso na estrutura do prédio, que provocou o desabamento de dois pavimentos, incluindo o térreo. Bombeiros foram acionados ao local e isolaram a área. Quatro residências ao redor foram desocupadas por medida de segurança.

No momento do desabamento, o vigia do prédio dormia em um dos andares. De acordo com a Prefeitura, moradores da área ajudaram o homem a sair do local. Ele não sofreu ferimentos.

Pela manhã, equipes de engenharia da Defesa Civil realizaram vistoria técnica no prédio. A estrutura foi condenada em decorrência do risco de desmoronamento dos demais andares.

Moradores da área informaram à Prefeitura que o proprietário do imóvel estaria viajando. Ele não teria enviado um representante ao local neste sábado. Segundo Prefeitura, o dono deve receber notificações do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), já que no local não foi encontrada placa com informações sobre a licença da construção. Ele terá que comparecer ao Implurb para apresentação de um responsável técnico pela obra.

Uma escavadeira hidráulica, uma retroescavadeira, um carro munck e seis caçambas para remoção do entulho foram usados na demolição. Participaram da operação equipes e secretários da Defesa Civil, GGIM, Implurb, das Secretarias de Infraestrutura (Seminf), Limpeza Pública (Semulsp), Assistência Social (Semmasdh), Manaustrans, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Amazonas Energia. O Implurb também acionou o Conselho Regional de Engenharia (CREA-AM), que enviou representante ao endereço para acompanhar a demolição.

Amazonianarede-Implurb

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.