Ponta Negra terá monitoramento para evitar acidentes

Amazonianarede

Manaus – A Prefeitura de Manaus pensa a cada momento melhorar mais a segurança na praia da Ponta Negra, que agora, revitalizada recebe milhares de banhistas nos finais de semana e feriados, por isso, a preocupação em fazer um monitoramento completo das atividades dos banhistas, especialmente as crianças e com isso evitar acidentes por afogamentos e mortes, como já tem ocorrido ultimamente.

Penando dessa forma, projeto para instalar uma central de monitoramento por câmeras na Ponta Negra foi proposto ao comandante geral do Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBAM), coronel Antônio Dias.
Segundo o comandante dos bombeiros da capital, que coordena as ações na Ponta Negra, coronel Dinanci Almeida, o sistema auxiliará a ação dos salva-vidas que atuam na praia.

Para o coronel Almeida, o sistema atuará em conjunto com as equipes. “Pela central de monitoramento fica mais fácil auxiliar os socorristas que estão na praia, pois as câmeras têm maior amplitude de visão”.A segurança na praia da Ponta Negra, foi reforçada para o feriado.

Durante o dia, 40 salva-vidas, sendo 34 do CBAM e seis da Guarda Municipal, se revezaram no monitoramento do local. A estimativa para ontem foi do mesmo fluxo de banhistas aos domingos: 4 mil pessoas ao longo do dia.
De acordo com o coordenador Dinanci Almeida, essas medidas foram adotadas para evitar novos afogamentos. Ele destacou a irresponsabilidades dos pais e responsáveis com as crianças na praia.

Crianças

O coronel Almeida voltou a destacar o cuidado com as crianças na praia e frisou que no último caso, no qual um garoto de 11 anos morreu afogado, a mãe havia deixado o menino sozinho dentro d’água. “Quando perguntamos onde ela tinha deixado o garoto, ela informou que estava em um determinado lugar, mas uma moça que estava próxima viu que o menino estava em outro local”.

Almeida falou ainda que tem acompanhado a situação da Ponta Negra desde a sua entrega à população e disse que o CBAM tem encarado o desafio de não registrar ocorrências, principalmente durante os finais de semanas. “Quando toca meu telefone, já fico receoso, porque sabemos que estamos trabalhando para prevenir esse tipo de acidente no local, e mesmo assim acontecem”.

Desde quando a praia foi liberada para banho, em junho deste ano, já foram registradas 11 mortes por afogamento na Ponta Negra.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.