Polícia Civil prende três pessoas envolvidas com tráfico de drogas no Mauazinho

(Foto: Ascom)

A Policia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), deflagrou na manhã desta quinta-feira (10), a operação “Encontro das Águas”, que resultou na prisão de três pessoas envolvidas com tráfico de drogas no Mauazinho, Zona Leste, e por possível participação na morte de Fabrício Nascimento de Souza, fato ocorrido em março deste ano.

A operação foi realizada em cumprimento de mandados de prisão, de busca e apreensão expedidos ontem à noite pela juíza Mirza Telma, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Alessandro Araújo de Moraes, 27, conhecido “Careca”, Clemerson Vinhorte de Souza, 25, o “Ferreirinha”, primo da vítima e mandante do crime, e Demerson Evandro da Silva, 31, vulgo “Cavalo”, suspeito de ter matado cinco pessoas, entre elas a própria esposa dele, foram apresentados pelo Delegado Titular da DEHS, Antônio Rondon Jr. e pelo Delegado Adjunto, Rafael Campos.

Os outros integrantes da quadrilha Melkezedek Monteiro de Oliveira, 28, o “Melk”, e Osias Ribeiro da Silva, 24, conhecido como “Pé”, estão sendo procurados pela polícia.

De acordo com o Delegado Rafael Campos, que coordenou a ação, as investigações iniciaram logo após a morte de Fabrício. Na época, apontaram a relação do crime com o tráfico de drogas. Segundo Campos, a vítima vendia entorpecentes e devia cerca de R$ 3 mil para Clemerson, chefe do tráfico no Mauazinho, que supostamente teria ordenado a morte.

“A gente percebe que esse homicídio teve total influência do tráfico de drogas daquele bairro”, destacou o Delegado Antônio Rondon Jr. Ele contou ainda que Clemerson era o braço direito do traficante João Branco, que está cumprindo pena em um presídio federal, e que após a prisão de Branco a disputa interna na quadrilha foi intensificada.

Os três homens foram indiciados por homicídio qualificado (Art. 121 da Lei nº 2848/40), tráfico de drogas (Art. 33 da Lei nº 11.343/06) e formação de quadrilha (Art. 288 da Lei nº 2848/40). Após os procedimentos cabíveis, eles serão encaminhados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão aguardar decisão da Justiça.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.