Pesquisadores do Brasil e exterior discutem viabilidade econômica dos cogumelos na Amazônia

(Foto: Assessoria)

A viabilidade econômica da produção de cogumelos comestíveis e medicinais na Amazônia esteve em debate neste sábado (12/10/2013), em Manaus.

O tema é assunto de dois eventos que acontecem simultaneamente na capital do Amazonas até a próxima terça-feira (15/10/2013): o VII Simpósio Internacional sobre Cogumelos no Brasil e o VI Simpósio Nacional sobre Cogumelos Comestíveis.

Além de abordar temas relativos às propriedades nutricionais e medicinais dos cogumelos, os simpósios pretendem promover a interação entre pesquisadores brasileiros e estrangeiros, professores, estudantes de graduação e de pós-graduação, engenheiros agrônomos, florestais, ambientais, médicos, biomédicos, farmacêuticos, bioquímicos, produtores e empresários, assim como outros interessados que formam o público-alvo dos eventos.

“Esse evento reunirá as pesquisas nacionais e internacionais sobre cogumelos comestíveis. Especialistas do mundo inteiro estarão aqui. Com isso buscamos promover o intercâmbio científico, tecnológico e cultural sobre o cultivo e potencial biotecnológico de cogumelos comestíveis e medicinais entre a comunidade científica nacional e internacional”, disse a pesquisadora do Inpa responsável pela organização do evento, Ceci Sales Campus.

Também será assunto dos simpósios a aplicação de substâncias extraídas dos cogumelos para tratamentos de efluentes, bioenergia e biorremediação – quando organismos vivos são usados para remover contaminações no ambiente.

Ainda de acordo com a pesquisadora, os simpósios inserem o país no contexto mundial do mercado de cogumelos com divulgação dos estudos das espécies nativas da Amazônia para o mundo. “Vamos debater ainda formas de transferir a tecnologia de cultivo de cogumelos comestíveis para a população de forma a contribuir para o desenvolvimento sustentável do país. Teremos a grande oportunidade de apresentar resultados de pesquisa com estes organismos de grande importância para o homem e meio ambiente.”, ressaltou.

Segundo a pesquisadora, a Amazônia possui potencial para a produção de cogumelos comestíveis, mas ainda é preciso a criação de uma cadeira produtiva que envolva pequenos, médios e grandes produtores. “Vamos trazer o presidente da comissão internacional de cogumelos comestíveis, Greg Saimon, além de especialistas do Japão e especialistas nacionais. Temos o desenvolvimento acadêmico com teses. A Amazônia tem potencial, mas precisamos criar esse nicho”, explicou.

Os eventos são promovidos pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia e contam com o apoio da Embrapa, Fapeam, Ufam, UEA, CNPq, Capes, Associação Nacional dos Produtores de Cogumelos, Suframa, Fiocruz, Natura e SBM.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.