Perícia no carro de Cristiano Araújo diz que as rodas não eram originais

As rodas do carro do cantor Cristiano, não eram originais e podem ter causado o acidente
As rodas do carro do cantor Cristiano, não eram originais e podem ter causado o acidente
As rodas do carro do cantor Cristiano, não eram originais e podem ter causado o acidente

Goiânia – Uma nova perícia realizada no carro do cantor sertanejo  Cristiano Araújo apontou que as rodas não eram as originais e agora os técnicos querem saber como isso pode ter influenciado no acidente que matou o sertanejo e a namorada, na madrugada de quarta-feira (24). Os dois foram enterrados na quinta-feira (25), em Goiânia.

Muitas pessoas acenaram por onde o cortejo passou, em movimentadas avenidas de Goiânia. O corpo de Cristiano Araújo foi levado para o cemitério em um caminhão do Corpo de Bombeiros, onde também estavam parentes e amigos. Milhares de fãs que acompanhavam a chegada levaram rosas.

Na hora do enterro, o difícil momento da despedida foi marcado por muita dor. Por mais de cinco minutos, João Reis, pai de Cristiano, ficou sentado, próximo ao caixão e relutou para sair. Os fãs acompanharam todos os momentos cantando os sucessos do ídolo sertanejo.   O enterro da namorada de Cristiano, Allana Moraes, foi mais cedo. O túmulo dela ficou a 50 metros da sepultura do cantor.

Técnicos da empresa responsável pela rodovia onde aconteceu o acidente fizeram uma perícia no local. As primeiras conclusões indicam que o carro do cantor saiu da pista, rodou 40 metros, até bater na canaleta e depois capotou por mais 55 metros, o que significa que foram 95 metros do ponto em que o motorista perdeu o controle do carro até que ele parasse totalmente.

O cantor Cristiano Araújo e a morada Allana, morreram no acidente
O cantor Cristiano Araújo e a morada Allana, morreram no acidente

Esses números podem contribuir para determinar a velocidade do carro na hora do capotamento. A Polícia Civil fez uma nova  perícia no carro do cantor e descobriu que as rodas originais foram trocadas. Resta saber se isso pode ter alterado o desempenho do carro e causado o acidente.

O motorista e o empresário de Cristiano, que estavam nos bancos da frente do carro, deixaram a UTI, mas continuam internados. A polícia espera ouvir o depoimento dos dois na semana que vem.

Amazonianarede-Correio Brasiliense

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.