Papa Francisco considera injusta a guerra do Paraguai

Papa Francisco está no Paraguai, na última etapa da viagem pela América do Sul
Papa Francisco está no Paraguai, na última etapa da viagem pela América do Sul
Papa Francisco está no Paraguai, na última etapa da viagem pela América do Sul

Paraguai – o Papa Francisco, que encerra a visita a América do Sul pelo Paraguai, fez um discurso improvisado na noite deste sábado (11) diante de cinco mil representantes da sociedade paraguaia. O Papa criticou duramente as ideologias que, no passado, terminaram em ditaduras. Mais cedo, Francisco chamou de injusta a guerra do Paraguai e elogiou a força das mulheres.

Há sete dias a imagem se repete: multidões à espera do visitante. E Francisco atento à realidade de cada lugar por onde passa. Confessou-se exausto, por isso não entrou no presídio de mulheres na noite de sexta-feira (10). Mas ainda teve força para cobrar as autoridades paraguaias: “Que não haja mais vítimas da violência, da corrupção e do narcotráfico”.

O pontífice retomou a agenda cedo neste sábado (11). Num hospital pediátrico em Assunção. E propôs aos adultos que aprendam com os pequenos pacientes sobre “confiança, alegria e ternura”.

O Papa seguiu para Caacupé, a 60 km da capital, onde celebrou uma missa. Entre os mais de um milhão de peregrinos, muitos argentinos e brasileiros.

Ele conhece bem a realidade do lugar. Sabe da pobreza que domina mais de um terço da população de maioria jovem; da guerra mais sangrenta da região, que em 1870 matou metade dos paraguaios; e da força das mulheres

“Gostaria especialmente de mencionar as mulheres, esposas e mães de Paraguai, que a um grande custo e sacrifício foram capazes de levantar um país derrotado, devastado e derrubado pela guerra”, disse.

Seja no Equador, na Bolívia e, agora, no Paraguai, o Papa argentino insistiu na pregação a favor dos oprimidos, contra a ordem econômica mundial, os danos irreversíveis ao planeta e fez questão de tocar nos doentes, presos, idosos, mulheres e crianças, razão, segundo ele, do evangelho de inclusão.

Francisco ainda celebra mais uma missa neste domingo, em Assunção. E encerra, assim, a viagem pela América do Sul.

Amazonianarede-O Globo

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.