Orla de Eirunepé desaba com menos de um ano de funcionamento

Menos de um ano após a inauguração, a Orla de Eirunepé que já era considerada a principal atração turística da cidade e um marco da administração do ex-prefeito, Dissica Tomaz, terminada pelo atual Joaquim Bara Neto (PSD), não resistiu e veio abaixo no último final de semana, quando populares desfrutavam do que ainda estava de pé.

O impacto do desabamento atingiu comerciantes e alguns moradores que residem próximo a orla, alguns temem que a erosão possa atingir suas casas. Uma comissão técnica da SEINFRA composta por engenheiros da construtora que terminou a obra, esteve visitando o município no mês passado, logo depois que uma parte da orla também tinha desabado, mas segundo a assessoria da secretaria o laudo ainda não está pronto.

A obra, estimada em R$ 3,8 milhões, foi executada com recursos federais e teve início com a Construtora Socorro Correia Transportes e Logística LTDA, que abandonou a obra após ser divulgado a sua participação em um esquema de licitações e desvio de dinheiro que, de acordo com denúncias feitas à época, supostamente envolvia na época o ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento.

Em novembro de 2012 o Ministério da Integração Nacional e o Governo do Estado firmaram um convênio no valor de R$ 60 milhões para obras de infraestrutura e revitalização das orlas de 14 municípios no Amazonas.

As críticas à administração atual administração vem aumentando desde que a orla começou a cair.

(Reportagem: Caíque Varella)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.