O Rio Negro já registra a quinta maior cheia da história

Cheia nas ruas próximas ao Adolpho Lisboa, na capital
Cheia nas ruas próximas ao Adolpho Lisboa, na capital
Cheia nas ruas próximas ao Adolpho Lisboa, na capital

Manaus – As águas do rio Negro que banha a capital amazonense, continuam subindo e adentrando ruas da orla e dos bairros da cidade, envolvendo inclusive, o centro comercial, próximo ao mercado Adolpho Lisboa.

O nível do Rio Negro, em Manaus, chegou a 29,53 metros nesta quarta-feira (10). Com a marca, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) registra a quinta maior cheia da história da capital. A marca já ultrapassa, em três centímetros, o nível registrado no ano passado, quando o Rio Negro atingiu a cota máxima de 29, 50 metros.

Bairros como os de Presidente Vargas, (Matinha), São Raimundo, Gloria, Educandos, Compensa, s Tarumã entre outros estão com vários pontos alagados, o que t4m dado muito trabalho ao Defesa Civil e criando muitos problemas para os atingidos os pela cheia.

Amazonas

No Estado do Amazonas, subiu para 42 o número de municípios em situação de emergência por conta da cheia nos rios do Amazonas. Segundo a Defesa Civil do Estado, Alvarães, Boa Vista do Ramos, Iranduba, Urucurituba, Parintins e Urucará, Manaquiri e Barreirinha se juntaram às 33 cidades afetadas pelas enchentes.

Os ribeirinhos agudam com muitos problemas e paciência a baixada das águas
Os ribeirinhos agudam com muitos problemas e paciência a baixada das águas

A situação de Manaus, que teve emergência decretada pela Prefeitura em maio, também foi reconhecida pelo órgão nesta quarta-feira (10).

A Defesa Civil do Estado estima que 435 mil pessoas  – o que equivale a 87 mil famílias – já foram afetadas pela subida do nível das águas.

Em publicação desta semana, o Diário Oficial da União (DOU) reconheceu situação de calamidade pública em Benjamin Constant, a 1.118 Km de Manaus. Segundo a Defesa Civil, no entanto, a cidade continua no grupo de emergência.

Até o momento, Boca do Acre é a única cidade em calamidade pública, informou o órgão.

Situação de Emergência

No interior, mais de 40 municípios tem problemas com enchente
No interior, mais de 40 municípios tem problemas com enchente

No DOU, constam sete municípios em situação de emergência: Alvarães, Urucará, Boa Vista do Ramos, Iranduba, Manaus, Parintins e Japurá a Defesa Civil informou que este último não teve a situação reconhecida pelo Governo Estadual.

Na terça (9), o Ministério da Integração Nacional havia anunciado repasse de R$ 2,5 milhões a municípios prejudicados pela cheia.

Cidade de Anamã, inteiramente submersa
Cidade de Anamã, inteiramente submersa

Ajuda

Mais de 500 toneladas de cestas básicas e kits para higiene já foram entregues às famílias atingidas pela enchente em todo o estado.

O objetivo é garantir alimentos aos ribeirinhos, que nesta época ficam com a produção agrícola comprometida. Além de alimentos, a população recebe kits de dormitório (colchões, redes, mosquiteiros), medicamentos, filtros de água e hipoclorito de sódio.

Amazonianarede-TVAM

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.