Noite de reencontros e de papos nostálgicos na comemoração dos 80 anos da Agronomia no Brasil

(Amazonianarede – Osny Araújo)

Manaus – A noite de sábado foi de encontro e reencontros para os agrônomos do Amazonas, que num evento organizado pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Amazonas (AEAEA), presidido por Antonio Joaquim do Espírito Santos de Oliveira, reuniu esses profissionais para comemorar os oitenta anos da engenharia agronômica no Brasil, que hoje é comemorado.

Foi um evento para reunir velhos amigos e de muito papo nostálgico, num evento que contou com boa música, muitos discursos e homenagens a vários profissionais do ramo e ainda um cardápio bem regional servido no Salão dos Espelhos do Atlético Rio Negro Clube, com o governador Omar Aziz representado no evento pelo também engenheiro agrônomo Eron Bezerra, secretário de produção Rural do Estado.

Entre os vários profissionais homenageados com diplomas, registramos a presença da engenheira agrônoma Marenice Cardoso, a primeira mulher a ser formada em agronomia no Estado pela Universidade Federal do Amazonas, em 1980.

Para o o professor, doutor Neliton Marques Silva, ex-presidente do IPAAM e atual diretor da Faculdade de Ciências Agrária da Universidade Federal do Amazonas, presente ao evento, garantiu que a o processo de formação de profissionais na área de Ciências Agrária no Amazonas, não é recente e recorda que tudo começou em 1909 e garantiu ainda que a UFAM está perto de formar o seu milésimo profissional no setor.

No encontro com o Portal Amazonianarede, Neliton Marques da Silva, destacou que: “Ser engenheiro agrônomo no Amazonas, requer um permanente exercício de reconstrução de conceitos e paradigmas, considerando que devemos levar em consideração a região em que vivemos com a sua imensa diversidade ambiental” – afirmou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.