Polícia Civil desarticula ação de produção e venda de droga no bairro de Flores

Manaus – Uma equipe de investigação da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre) prendeu três homens na noite desta quarta-feira, 26 de setembro, na rua Mozart, bairro Parque 10 de Novembro, após quase cinco quilômetros de perseguição. Deive Aranha Virginho, 23, Gledison Augusto França Rodrigues, 27, e Rogério Dias Olvieira, 24, foram presos após trocarem tiros com a equipe policial. Na ocasião, os suspeitos tiveram o pneu do carro furado e só pararam após a quebra do eixo do veículo.

A investigação teve início há cerca de três meses, após denúncia anônima, informando que Deive, conhecido como Deivinho, comercializava entorpecentes na área do conjunto Shangrilá. Nesta quarta-feira, por volta das 21h, os policiais da Depre reconheceram o veículo, que era utilizado para entrega de drogas em domicílio, e iniciaram a abordagem.

Ao perceberem a movimentação, os suspeitos deram início à fuga e dispararam três tiros contra a diligência, que revidou com tiros nos pneus do carro suspeito. No carro foram encontradas duas pistolas PT40 e três cápsulas deflagradas, além de pequena quantidade de cocaína.

Após a prisão, Deive levou os policiais até uma casa alugada, no conjunto Beija Flor, onde foi encontrado o restante do entorpecente e ainda, material para refino. Ao todo, foram apreendidas as duas pistolas PT40, dez munições de calibre 44, duas de calibre 38, sete de calibre 40, sete celulares, 66 trouxinhas prontas de cocaína, mais quatro quilos da mesma droga em porções grandes, 1,5kg de pasta base, 1,1kg de maconha, 300 gramas de oxi e muito material para refino, incluindo barrilha, fermento e bicarbonato de sódio. O carro utilizado na fuga, um Gran Vitara prata de placas NOP-5797, também foi apreendido.

Na delegacia, Deive assumiu ser o dono da droga. Rogério e Gledison disseram ser os donos das armas apreendidas. Ambos já possuem passagem pela polícia, por tráfico de drogas e porte ilegal de armas, respectivamente. Deive nunca havia sido preso.

Os três serão encaminhados ao IML para realização de corpo de delito e, após terminados todos os procedimentos formais, seguem para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa.

(Por:Ascom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.