Navio porta-contêiner inicia operação em Manaus

Amazonianarede – Assessoria

Manaus – O navio porta-contêiner “Sebastião Caboto”, mais recente aquisição da frota do armador nacional Aliança Navegação, atraca nesta quarta-feira (6), pela primeira vez em Manaus, no Terminal Portuário Alfandegado do Grupo Chibatão, de onde passará a cobrir o roteiro de cabotagem entre o Amazonas e os principais portos do litoral brasileiro, dando mais rapidez e eficiência no transporte dos produtos, cargas e insumos que tem como origem ou destino final o Estado.

Com 37 metros de largura, 228 de comprimento e 500 tomadas para contêineres refrigerados utilizados no transporte de produtos perecíveis, o navio tem capacidade total de carga de 3,8 mil TEUs (unidade de medida de contêineres), muito superior aos das embarcações que atualmente navegam entre Manaus e os demais portos brasileiros abastecidos pelo armador, fator que irá ampliar a capacidade de produção, exportação e importação das indústrias do Polo Industrial de Manaus.

Na avaliação do gestor do Terminal Portuário Chibatão, Jhony Fidelis, o início das operações do “Sebastião Caboto” em Manaus, juntamente aos novos equipamentos já em funcionamento no porto como os guindastes RTGs – os primeiros na Região Norte –colocam o Estado na dianteira da infraestrutura logística no País.

“Para este navio atracar em Manaus, antes foi necessário estarmos preparados e modernizar todos os setores envolvidos na operação, em um total de R$ 80 milhões investidos pelo Grupo e que já resultaram em redução de 40% no tempo de movimentação das cargas no pátio, por exemplo”, avaliou Fidelis ao acrescentar que o navio foi nacionalizado (registrado) em Manaus e que o Chibatão auxiliou no desembaraço de questões burocráticas envolvidas no processo.

Ainda neste programa de ampliação e modernização do Grupo Chibatão voltado para o atendimento dos armadores e empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM), estão previstos para o primeiro semestre deste ano a entrada em funcionamento do primeiro scanner de contêiner do Estado, que possibilitará aos órgãos fiscalizadores verificar o conteúdo das cargas sem a necessidade de abri-los e um novo armazém, de 10 mil m2, totalmente refrigerado e destinado para as operações da Receita Federal.

O “Sebastião Caboto” chegou ao Brasil em fevereiro vindo diretamente do estaleiro chinês em Xangai (China) onde foi construído. É o primeiro da série de quatro navios idênticos encomendados pela Aliança para operar no serviço de cabotagem no Brasil até o final deste ano.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.