MEC garante liberação de R$ 2,5 milhão para conclusão da Casa do Estudante da UFAM

Ministro da Educação Rossieli Soares da Silva

Brasília – O ministro da educação, Rossieli Soares da Silva, anunciou, neste sábado (20), em Manaus, a liberação dos recursos necessários para conclusão da obra da Casa do Estudante, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). A obra, orçada em R$ 2 milhões, estava parada desde 2015.

“Começamos a priorizar o que teríamos de concluir, fazer, aqui para a universidade federal, e ficou muito claro, desde o início que, priorizar a Casa do Estudante era importante para a universidade.”

Rossieli destacou que o projeto de desmembramento da UFAM, no Interior, poderá criar uma nova universidade federal no Estado.

“Nós estamos trabalhando para criar uma universidade na região que pega Coari até Tabatinga, que é, hoje, uma prioridade de atendimento – isso em parceria com a universidade federal – estamos construindo juntos, discutindo juntos e estamos, também, trabalhando com a possibilidade de uma universidade para o Baixo Amazonas – Parintins, Itacoatiara, Maués.”

A proposta já foi implementada no Estado do Pará, que conseguiu evoluir com as duas universidades, como destaca o reitor da UFAM, Sylvio Puga.

“Nós entendemos que, no caso do Amazonas, por se tratar de um Estado de dimensões continentais e termos apenas uma única universidade federal, é mais do que necessário (construir) outras universidades federais, e nós somos partícipes dessa tese do desmembramento e, é claro, depois que a universidade for criada, outros cursos vão surgir.”

O reitor destacou, ainda, o público que será beneficiado com a conclusão da casa do estudante.

“Geralmente, alunos que vêm do Interior do Estado do Amazonas e de outras regiões do país, que foram aprovados nos nossos processos seletivos. E também temos, hoje, os estudantes estrangeiros-convênios, que a Universidade tem, principalmente com países africanos, que também serão alunos que poderão acessar essas vagas.”

O presidente do Centro Acadêmico de Farmácia da UFAM, Vinicius Soares destacou a importância da Casa do Estudante para os acadêmicos.

O ministro Rossielei Soares também afirmou que, agora, a   Educação deve avançar, com os recursos garantidos pela Lei de Diretrizes orçamentárias (LDO).

“Nós garantimos, para o ano que vem, uma regra legal que diz que o orçamento da Educação não pode ser menor e tem que ser corrigido pela inflação. Foi um avanço muito importante! E nós conseguimos outros avanços, como a liberação do todos os recursos previstos para as universidades. Para se ter uma idéia, em 2015, por exemplo, apenas 40% do custeio do dinheiro para a manutenção das universidades foi liberado. Nós, agora, estamos liberando 100% do custeio.”

Durante a visita ao Amazonas, o ministro também esteve nas unidades do Instituto Federal do Amazonas (IFAM) em Tefé e Coari.

Amazoninarede

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.