Manaus parou, com o início da manifestação

Um sentimento de pânico tomou conta das pessoas que estavam nos shoppings localizados ao longo da avenida Djalma Batista, no fim da tarde desta quinta-feira (20), com o começo da caminhada dos milhares que participavam da manifestação popular.

As lojas fecharam as portas e a correria para chegar até o carro ou ao ponto do ônibus foi grande. Muitas mulheres gritando e tentando proteger crianças.

A passeata ainda estava deixando o centro da cidade mas, lojistas em comunicação via celular, alertavam os colegas para a necessidade de esvaziarem os estabelecimentos rapidamente. O medo de saques era visível.

O proprietário de uma banca de revistas, no Amazonas Shopping, disse que a ordem e fechar as portas e preservar o local de trabalho para fugir de possíveis prejuízos. Segundo ele um amigo o alertou que os outros já haviam fechado as portas. “Nós temos que fechar, se permanecermos abertos eles invadem quando chegarem até aqui”, previu apavorado.

Um clima de terror foi o que se viu neste final de tarde de manifestação.

Foto: Facebook

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.