Madeira ilegal apreendida em Parintins pelo Ibama

Madeira ilegal apreendida no Ri, em P|arintins

 

Madeira ilegal apreendida no Ri, em P|arintins
Madeira ilegal apreendida no rio, em Parintins

Parintins, AM  – Durante ações de fiscalização da Operação Muiraquitã, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama/AM) aprendeu uma balsa com 277 toras de madeira e três máquina pás-carregadeiras no rio Uaicurapá em Parintins (distante 369 quilômetros de Manaus). A apreensão ocorreu no fim de semana.

As máquinas e toras eram transportadas em desacordo com o Documento de Origem Florestal (DOF) e foram apreendidas. As empresas envolvidas foram autuadas em R$ 416.239,80 pelo transporte de 693,733 metros cúbicos de madeira em toras.

Além disto, o barco-empurrador, a balsa, as 277 toras de madeira e as três pás-carregadeiras foram apreendidos pelo Ibama e já estão em processo de destinação.

As toras de madeiras eram provenientes do Rio Ariaú, município de Barreirinha, região de abrangência da Terra Indígena Andirá-Marau e territórios quilombolas. 

Operação Muiraquitã

A operação já ultrapassa um milhão de reais em multas aplicadas e 115 hectares de áreas embargadas por desmatamentos ilegais vistoriados, a maioria no Projeto de Assentamento Vila Amazônia. Outro alvo da operação são áreas de exploração mineral suspeitas de ilegalidade, que ainda estão sob diligência.

Além das apreensões no rio Uaicurapá, três motosserras, 10 m³ de madeira serrada e duas embarcações de pequeno porte também já foram apreendidas, e 10 animais silvestres foram recuperados e estão sob os cuidados do instituto.

Muiraquitã é um amuleto sagrado de pedra verde polida em forma de rã e outros animais, ele é utilizado como símbolo de proteção pelas lendárias Amazonas, também conhecidas como Icamiabas. Para o Ibama, o símbolo de proteção do amuleto representa o objetivo desta operação: proteger a Amazônia.

A operação Muiraquitã conta com o apoio da Polícia Militar do Amazonas, da Secretaria de Meio Ambiente de Parintins-AM e da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Amaznianarede

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.