Lei prevê multa para quem passa trote ao 190 e 193

Manaus – A nova “lei dos trotes”, promulgada pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) na última quarta-feira (15), e que prevê multa de R$ 300 para responsáveis por linhas telefônicas que forem identificadas como autores de trotes, reforça a punição prevista na legislação para esse tipo de crime e deve reduzir a prática delituosa contra os serviços emergenciais 193 e 190, segundo afirmou, nesta quinta-feira (16), o secretário de Estado de Segurança Pública, coronel PM Paulo Roberto Vital.

Segundo ele, o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), onde funcionam as centrais de emergência da Polícia Militar (190) e do Corpo de Bombeiros (193), recebe, em média, 300 mil ligações por mês, e os trotes respondem por cerca de 10% dessas chamadas.

Vital ressalta que as falsas ocorrências podem impedir, por exemplo, mais agilidade no atendimento a uma pessoa que realmente esteja precisando de socorro. O secretário lembra ainda que o trote é crime previsto no Código Penal. “Quem liga para o 190 fazendo um trote comete comunicação falsa de crime, citado no artigo 340, que prevê pena de detenção de um a seis meses, ou multa”, disse.

O secretário de Segurança acredita que a nova legislação vai inibir o trote porque agora a SSP ganha uma ferramenta de aplicação prática e eficaz, considerando que vai mexer no bolso de quem prejudica o trabalho da polícia. “Destaco que todas as ligações que são feitas ao Ciops são registradas e os números identificados, por isso, a pessoa que passa trote deve ter o entendimento que o sistema identifica o número de onde está ligando”, afirmou Vital.

De autoria dos deputados estaduais Marcos Rotta (PMDB) e Marcelo Ramos (PSD), a nova lei tem como propósito coibir esses crimes, queatingem principalmente os serviços emergenciais oferecidos gratuitamente à população. O secretário Vital ressaltou que nem todas as chamadas atendidas no Ciops geram despacho de viaturas ao local informado. “Nossos atendentes identificam ligações que são trotes e ainda várias chamadas sobre um mesmo fato, quase sempre de pessoas que estão presenciando ou tomaram conhecimento de determinada ocorrência.

Essa seleção é importante para acelerar o atendimento e evitar desperdício de tempo e recursos”, disse.
Após sua publicação, a lei será regulamentada pelo Governo do Estado em 90 dias. A multa arrecadada será destinada à modernização tecnológica das organizações que mantêm serviço telefônico emergencial.

Ciops em números – Do total de 1.741.041 ligações recebidas pelo Ciops em 2012, mais de 30% foram identificadas como trotes. “No Amazonas, o número de chamadas atendidas pelo 190 e que geram despacho de viaturas fica em torno de 10%, dentro dos padrões nacional e internacional para a prestação desse serviço”, disse o secretário de Segurança Pública.

Neste ano, nos dois primeiros meses, o Ciops despachou o atendimento de policiais e viaturas para 159 ocorrências que surgiram de trotes ao serviço de emergência do Disque 190.

(Agecom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.