Joice Hasselmann diz que traição é ‘modus operandi’ do governo Bolsonaro

Deputada, que foi retirada da liderança do governo, critica presidente por interferir na escolha de líder na Câmara em favor do próprio filho

BRASÍLIA — Destituída do cargo de líder do governo no Congresso, após apoiar a manutenção do delegado Waldir (GO) na liderança do PSL na Câmara, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) criticou o presidente Jair Bolsonaro por “interferir na escolha direta de um líder sendo este líder seu filho”. Segundo ela, ao manobrar o partido para que o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) assumisse o lugar de Waldir, Bolsonaro “interferiu no Poder Legislativo”, usando a estrutura do Palácio e a força do cargo.

Em entrevista ao GLOBO, Joice afirmou que sua retirada da liderança no Congresso “é uma traição clara”, mas que não se surpreende. Isso porque, nas palavras da deputada, é o “modus operandi” que se abate contra todos que “tiveram uma confiança dedicada ao presidente”, citando como exemplo auxiliares demitidos por Bolsonaro, como Gustavo Bebianno, ex-secretário-geral da Presidência, e Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo.

Amazanianarede
Notícias: O Globo

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.