Iranduba começa a se transformar em rota do tráfico de drogas

(Amazonianarede – Redação)

Ninguém realmente consegue agradar ao mesmo tempo gregos e troianos. O município de Iranduba que tanto sonhou com construção da ponte, agora começa ver algumas desvantagens com esse grande empreendimento, ligando vários municípios da Região Metropolitana no outro do rio Negro, como Iranduba, Manacapuru e Novo Airão.

Além da especulação imobiliária e das invasões em terras públicas e privadas, fato que vem sendo combatido pela Prefeitura, a cidade, segundo o prefeito Xinaik, após a inauguração da Ponte Rio Negro, se transformou numa cidade vulnerável, com o aumento da criminalidade e prefeito acredita que o município também está se transformando numa rota para o trafico de drogas.

“Com a intensificação da fiscalização da Polícia Federal e das Forças Armadas no Alto Solimões e Manacapuru, Iranduba passou a ser um corredor do tráfico por meio da Ponte do Rio Negro. Antes os narcotraficantes seguiam por meio de embarcações até Manaus, hoje eles procuram desembarcar em uma daquelas comunidades próximas do Porto do Solimões para seguir o trajeto para Manaus de carro. Já houve inúmeras apreensões de drogas”, disse Raymundo Nonato.

A migração de traficantes de Manaus para o interior também foi percebida nos últimos 12 meses. O delegado José Elcy Barroso Braga, chefe da delegacia de Iranduba, atribuiu essa processo migratório às ações ostensivas do Programa Ronda no Bairro nas zonas da capital.

O delegado lembrou que recentemente foi presa uma quadrilha que atuava na cidade na comercialização de drogas. “Com a ponte, a quadrilha resolveu trocar o bairro do Educandos, onde fazia ponto, para a cidade de Iranduba e isso é preocupante” – afirmou Barroso.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.