Invasão de ambulantes, o ponto negativo do desfile militar

(Reportagem: Sérgio Costa – Foto: Sandra Monteiro)

O trecho da Avenida Pedro Teixeira, entre as Avenidas Constantino Nery e Djalma Batista, foi literalmente invadido por centenas de camelôs e ambulantes, que ofereciam todo o tipo de produtos, na manhã deste sábado (07), durante o desfile militar do 7 de setembro.

Quem passava pelo local chegou a sentir dificuldades em respirar, tamanho o volume de fumaça que saia das bancas de churrasquinho, instaladas sem qualquer preocupação com a higiene. Além disso outros ambulantes vendiam água, refrigerante, cerveja e até acessórios dos mais variados.

Pais e mães tentavam proteger as crianças de colo da confusão que foi estabelecida. Um caos que vem tornando Manaus a cidade onde cada faz aquilo que bem entende, sem nenhum respeito às leis que regem o município.

O pior é constatar que basta a realização de qualquer tipo de evento, com a presença grande de público, que a situação se repete.

O que ficou depois do desfile foi a sujeira deixada pelos ambulantes e suas barracas, já que ninguém tem a mínima preocupação de limpar o lixo que produz, enquanto comercializa seus produtos.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.