Inquérito da Marinha vai apurar colisão entre lancha e rabeta rio Tarumã

11-01rioManaus – A Marinha instaurou inquérido administrativo para apurar as causas da colisão entre uma lancha e uma rabeta, ocorrida na noite desta sexta-feira (9) Rio Negro, em Manaus.

Três, das sete pessoas envolvidas no acidente, foram lançadas no rio e desapareceram. Na manhã deste sábado (10), mergulhadores do Corpo de Bombeiros retomaram as buscas pelos desaparecidos.

O Inquérito Administrativo sobre Fatos de Navegação (IAFN) foi instaurado na manhã deste sábado (10), e tem o objetivo de apontar os possíveis responsáveis pela colisão. Segundo a Marinha, a lancha ‘Ajubinho II’ estava retornando à capital, após abastecer em um Pontão, quando colidiu de frente com outra embarcação do tipo ‘rabeta’.

Segundo a corporação, sete pessoas, sendo quatro homens e três mulheres, estavam na rabeta. Após a colisão, quatro foram passageiros foram conduzidos à Marina do Davi e socorridos por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Um homem e duas mulheres que estavam na embarcação desapareceram no rio.

A Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental direcionou uma lancha da Inspeção Naval ao local do acidente para auxiliar os bomberios nas buscas. A procura pelos desaparecidos foi interrompida durante a madrugada e retornou às 7h deste sábado (10).

Amazonianarede – TVAM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.