Índios do Amazonas contra a exploração de petróleo e gás nas suas terras

(Amazonianarede – Ag. Brasil)

As lideranças dos povos indígenas do Vale do Javari, no Amazonas, reuniram-se com representantes da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para cobrar explicações sobre pesquisas com intenção de explorar petróleo e gás em suas terras.

A reunião ocorreu na sede da Fundação Nacional do Índio (Funai), em Brasília.

Segundo o chefe de gabinete da diretoria-geral da ANP, Sílvio Jablonski, as pesquisas são para produzir um levantamento das potencialidades do local para exploração de gás natural, em área localizada fora de terras indígenas. Ele explicou que os blocos são ofertados para leilão na 12ª Rodada de Licitações da ANP não se sobrepõem às terras indígenas. Em alguns casos, segundo Jablonski, foi aceita recomendação da Funai de excluir parte dos blocos em áreas de referência de indígenas isolados.

As lideranças indígenas disseram discordar de empreendimentos que causem impactos às suas terras e aos seus povos. Eles relembraram o histórico de atuação da Petrobras na área, durante as décadas de 70 e 80, quando rios foram poluídos, resíduos e lixo foram deixados nas matas; malocas e cemitérios foram destruídos e vários indígenas foram mortos contaminados por doenças transmitidas pelos trabalhadores.

“Estamos aqui para não deixar isso acontecer outra vez. Queremos um território livre, sem empreendimentos e isso tem que ser respeitado”, disse o representante da aldeia São Sebastião, Clóvis Marubo. “Não queremos que mexam na nossa caça, na nossa roça, que sujem as cabeceiras dos nossos rios onde tomamos água e não queremos o dinheiro de ninguém.

Queremos nosso território e que parem com essas atividades”, complementou o cacique da aldeia Lobo, Mayuruna. Os indígenas também sentem-se ameaçados pela exploração de petróleo que já ocorre em áreas indígenas no lado peruano, próximas à fronteira com o Brasil.

Outra preocupação é com relação aos riscos que qualquer atividade de exploração dos recursos naturais pode representar para os povos isolados que vivem na região. Segundo o coordenador-geral de índios isolados e recém contatados da Funai, Carlos Travassos, o Vale do Javari possui a maior concentração de povos isolados que se tem conhecimento.

“Acidentes ambientais são colocados como algo que pode ser reparado, por meio da aplicação de uma multa, por exemplo, mas nessa região e para esses povos o impacto é irreversível. Qualquer contaminação pode significar uma grande catástrofe”, disse Travassos.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.