Incêndio destrói cerca de 500 casas e deixa ao menos 11 mortos no Chile

Pior desastre da história, diz governador
Pior desastre da história, diz governador

Incêndio florestal atingiu cidade portuária de Valparaíso. “Este é o pior desastre que eu já vi”, disse o governador da região.
Um incêndio florestal sem controle – ajudado pelos fortes ventos do Pacífico – destruiu aproximadamente 500 casa e deixou ao menos onze pessoas mortas na cidade portuária chilena de Valparaíso, a 120 quilômetros de Santiago, entre este sábado (12) e domingo (13). O local está permanece em alerta vermelho.

Cerca de 5.000 pessoas foram evacuadas. A maioria das casas de Valparaíso, onde vivem cerca de 250 mil pessoas, é construída com material leve, facilmente inflamável, o que unido ao vento faz com que os incêndios sejam frequentes.

Os bairros La Cruz e Las Canas estão entre os mais prejudicados pelo incêndio. Equipes de ambulâncias trataram moradores por inalação de fumaça conforme o fogo tomava conta de quarteirão após quarteirão.

Na manhã deste domingo, 12 helicópteros e três aviões participavam da operação para auxiliar no combate ao fogo. Como ainda muita área em que os focos de incêndio não foram controlados, outros cinco aviões devem se deslocar para a região neste domingo.

A presidente Michelle Bachelet declarou a cidade uma zona de catástrofe, o que encarrega as Forças Armadas de manter a ordem e de evacuar de milhares de pessoas afetadas pela fumaça e chamas.

“Este é o pior desastre que eu já vi”, disse o governador da região, Ricardo Bravo. “Nosso medo é que o fogo se espalhe até o centro da cidade, o que elevaria a gravidade da emergência.”

“O tempo está complicando a situação”, disse o funcionário de emergência Guillermo de la Mazza a jornalistas. “O vento não está nos fazendo nenhum favor. A retirada das pessoas é a nossa prioridade, juntamente com o controle do fogo em si.”

Com informações da AP e Reuters

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.