Implurb chama grupos de pedal para contribuir com o Plano Cicloviário

Amazonianarede – Implurb

Manaus – A Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) já está trabalhando o Plano Cicloviário para tornara bicicleta um modal de transporte público em Manaus. Durante este mês fevereiro, o Implurb se reuniu com grupos de ciclistas para identificar as vias onde devem ser implantadas as ciclofaixas, com este objetivo.

Agora, os 21 grupos de ciclistas organizados existentes na cidade estão sendo convocados pela Prefeitura para enviar suas contribuições para a construção desse plano. As propostas devem ser apresentadas até o dia 20 de março.

“Nossa finalidade é criar o plano cicloviário, tendo como ponto de partida as contribuições enviadas dos grupos. É uma grande consulta pública e democrática”, explica a vice-presidente do instituto, Cristiane Sotto Mayor.

O primeiro esforço para a construção do Plano Cicloviário foi realizado durante o mês de fevereiro, em parceria com o grupo Pedala Manaus, que reúne mais de 1.000 ciclistas. Uma pesquisa Origem-Destino está sendo realizada e deverá ter o seu resultado apresentado ao Implurb no dia 4 de março. A meta é mapear as melhores vias para se pedalar e descobrir a origem e o destino dos milhares de pedaleiros que circulam por Manaus.

Também junto com o Pedala Manaus, o Implurb e o Manaustrans começaram a discutir as futuras ciclofaixas, ciclovias e os equipamentos necessários para transformar o uso da bicicleta em modal de transporte em Manaus.

Os grupos de pedal chamados a participar do plano são 29 Junglers, Amazon Bike, Amazonas de Bike, Amigos do Pedal, Bike Friends, Bolão Amazonense de Ciclismo, Equipe Baiaku de Bike, Grupo Insanos de Bike, Equipe Piaba de Bike, Equipe Surubim de Bike, Frigideiras de Bike na Mochila, Guaribike, Japiim Bike, Jungle Bike, Movimento Traíras de Bike, Pedala Pesado, Rathyoflight Biker’s Run, Saga Bike, Tambike, Top Bikers/Pedala 10 Torres e Weight Weenies Amazon. As contribuições devem ser enviadas para os contatos [email protected] e 3625-6287.

Todos os 21 grupos receberam ofício para tratar do Plano Cicloviário de Manaus, em carta assinada pelo presidente do órgão, arquiteto Roberto Moita. “Estamos estudando as vias propícias ao recebimento de ciclovias ou capaz de absorver o compartilhamento desta por meio de ciclofaixas”, diz Moita.

PLANO MACRO

A ciclofaixa é compartilhada com a caixa viária existente, com pintura no asfalto. A ciclovia é uma faixa segregada do trânsito de automóveis, construída só para bikes, com separação, em geral, por canteiros ou meio-fio.

O Plano Cicloviário de Manaus incluí, entre outros pontos, a construção de bicicletários nos terminais de ônibus, incentivo a parcerias para colocar paraciclos na cidade, que são os estacionamentos públicos, e outras medidas. Tudo para estimular cada vez mais o uso saudável e racional das “magrelas”.

Ao Manaustrans caberá, antes da implantação de qualquer ciclofaixa na capital, sinalização dos novos espaços de circulação e campanhas de educação de trânsito, tanto para motoristas quanto para ciclistas, visando harmonia nas vias.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.