Hospital João Lúcio terá R$ 3 milhões para ampliação do serviço de urgência e emergência

Manaus – O Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio Pereira Machado, na zona leste de Manaus, terá R$ 3 milhões em investimentos para elevar a qualidade dos serviços prestados na área de urgência e emergência.

O repasse vem do Ministério da Saúde (MS), por meio do programa “S.O.S. Emergências” – ao qual o João Lúcio foi credenciado, a partir desta quarta-feira, 19 de junho, na solenidade de adesão e termo de compromisso assinado pelo Secretário de Atenção à Saúde, do MS, Helvécio Magalhães, e pelo vice-governador do Amazonas, José Melo.

O programa seleciona os hospitais do país considerados importantes no atendimento de urgência e emergência. A meta é investir ainda mais nesses eixos para melhorar a qualidade do serviço. O vice-governador, José Melo, destacou que a aplicação de recursos do governo estadual nesta área vão incrementar o repasse do “S.O.S. Emergências”. Inicialmente, o aporte será direcionado para a ampliação do atendimento nos setores de Politrauma, Neurotrauma, UTI, Reanimação e Clínica Cirúrgica.

Outra medida que fará parte do processo de melhoria do atendimento no João Lúcio, segundo Melo, é a execução de um trabalho compartilhado com o município de Manaus. “Já estamos em constante contato com a Prefeitura, o que será trabalhado a partir de agora é a comunicação entre o atendimento prestado pelo Estado e Prefeitura. Um paciente com um corte leve no braço, por exemplo, tem que ser atendido por uma unidade do município. Os casos mais graves é que deverão ser levados para o serviço de urgência e emergência do Estado”, explicou o vice-governador para o caso da sobrecarga de pacientes nesses centros.

Capacitação – O Secretario de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães, adicionou que outra meta do programa será a capacitação das equipes médicas e de enfermagem dos hospitais credenciados. A gestão e qualificação contam com uma lista de hospitais de excelência no Brasil, como o Sírio Libanês (SP), Hospital do Coração HCOR (SP), Albert Einstein e Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP).

“Uma equipe profissional bem atualizada implica em um serviço eficiente e, consequentemente, vai reduzir o tempo em que o paciente ficará no hospital. Isso também vai refletir na demanda que também será atendida a contento”, avaliou Magalhães.

Para integrar o programa é necessário atender alguns critérios. Ser referência regional, possuir mais de 100 leitos, ter pronto-socorro e realizar grande número de internações diárias e atendimentos ambulatoriais.

João Lúcio – Fundado em 1998, o Hospital João Lúcio Pereira Machado, localizado no bairro São José, zona leste da capital, realiza em média 600 atendimentos por dia. Sua estrutura é composta por 232 leitos, incluindo 26 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em 2009, o hospital passou por reforma e ampliação.

(Agecom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.