Homologado pela Ufam, Curso de Medicina em Coari só depende agora do MEC

Agora, o funcionamento do curso de Medicina da Ufam, em Coari, só depende do MEC
Agora, o funcionamento do curso de Medicina da Ufam, em Coari, só depende do MEC
Agora, o funcionamento do curso de Medicina da Ufam, em Coari, só depende do MEC

Amazonas – Já homologado pela Universidade Federal do Amazonas para o funcionamento de um curso de medicina em Coari, um importante município da calha do Solimões, esse sonho agora está sendo avaliado pelo Ministério da Educação, mas a expectativa é que o curso comece a funcionar a partir do ano que vem, assim que o MEC aprovar o processo de regularização em andamento.

De acordo com a universidade, o Conselho Universitário da Ufam (Consuni) homologou duas resoluções que tratam da aprovação do Projeto Pedagógico e regulamentação do curso de Medicina (diurno) no Instituto de Saúde e Biotecnologia de Coari (ISB), durante reunião no dia 15 deste mês.

“A homologação do curso teve como base novas diretrizes curriculares nacionais para o curso de Medicina, instituídas por meio da Resolução nº 03, de 20 de junho de 2014, do Ministério da Educação, que institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina e dá outras providências”, informou a instituição.

A Ufam informou ainda que o terreno onde o curso funcionará foi cedido pela Prefeitura do município. Segundo MEC, uma comissão de especialistas em educação médica deverá fazer uma visita in loco para subsidiar os processos regulatórios relacionados à autorização do curso. A visita deve ocorrer após a aprovação do projeto pedagógico pelo conselho universitário.

Projeto

De acordo com o Ministério da Educação, a proposta do curso de Medicina em Coari apresentada pela Ufam, é discutida desde 2012, com o lançamento da Política Nacional de Expansão do Ensino Médico nas Instituições Federais de Ensino Superior, que foi incorporado pelo Programa Mais Médicos em 2013.

O MEC informou ainda que o Instituto já tem cursos em funcionamento nas áreas de Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Biologia e Biotecnologia. “Ou seja, há no campus uma estrutura prévia e organização acadêmica voltada a implantação de cursos na área da saúde”, diz o Ministério.

Amazonianarede

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.