Homicida é preso utilizando falsa documentação

Francisco Carlos Neves de Araújo
Francisco Carlos Neves de Araújo

Manaus – A Polícia Civil do Amazonas, por meio dos investigadores do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP), coordenados pelo Delegado Titular, Ivo Martins, prenderam na última quinta-feira (10), por volta de meio-dia, Francisco Carlos Neves de Araújo, 37, em cumprimento de mandado de prisão, expedido pelo Juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Anézio Rocha Pinheiro, no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC), localizado na avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Oeste da capital.
A prisão ocorreu após os servidores receberem denúncias anônimas informando que ele estaria tentando emitir um documento no PAC da Compensa. Ao chegarem ao local, eles cumpriram o mandado de prisão e fizeram o flagrante por falsa identidade, devido ao fato de ele estar utilizando a certidão de nascimento do irmão dele, para conseguir uma nova identidade.

Francisco estava sendo investigado e procurado pelo homicídio cometido contra o primo dele, Ozemir Araújo da Silva, no dia 18 de outubro de 2009, na 4ª etapa do bairro Jorge Teixeira. Na ocasião, ele deferiu uma facada nas costas da vítima. Ele se apresentou em janeiro de 2010 com nome de Carlos Araújo da Silva e durante os procedimentos, deixou de comparecer às audiências, fato que fez com que o Juiz expedisse o mandado de prisão preventiva.

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (11), no 30º DIP, o Delegado Ivo Martins informou que ele já cumpriu pena por outros crimes e que todos eles, ele se apresentou com uma identidade diferente. “Iniciamos as investigações a partir do homicídio, descobrimos então que ele se apresentava com identidades diferentes, inclusive no momento da prisão ele estava tentando fazer a emissão de um novo documento, usando a certidão de nascimento do irmão dele”, comentou Ivo Martins.

Ainda de acordo com o Delegado, será feito uma junção de todos os processos e correção do nome de Francisco, para que ele responda pelos crimes que ele está envolvido.

Francisco irá responder ao inquérito pelo homicídio e também foi autuado pelo crime de falsa identidade (Artigos 121 e 307, respectivamente do Código Penal Brasileiro). Após os procedimentos legais, ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: Ascom

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.