Alonso vence e faz história; Massa reage a vai ao pódio

12-05fihoje
12-05fihoje

Barcelona – Fernando Alonso colocou fim a um tabu neste domingo e conquistou, pela segunda vez na carreira, o Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1. Correndo em casa, ele saiu da quinta colocação do grid para vencer a prova no Circuito da Catalunha e reassumir a primeira posição do Mundial de Pilotos.

A Ferrari, além disso, viu seu outro piloto subir no pódio pela primeira vez na temporada depois de uma ótima corrida de recuperação: nono na fila de largada, o brasileiro Felipe Massa terminou no terceiro lugar. O finlandês Kimi Raikkonen ficou em segundo, enquanto o alemão Sebastian Vettel foi quarto.

A vitória de Alonso neste domingo marca um feito inédito: desde que o GP da Espanha é realizado no Circuito da Catalunha, nunca um piloto que saiu da terceira fila havia conseguido cruzar a linha de chegada em primeiro lugar. Na verdade, entre 1991 e 2012, aconteceu apenas um triunfo de um competidor que não largou da primeira fila: em 93, com Michael Schumacher, terceiro do grid.

Embora não tenha conseguido um bom resultado no treino classificatório, a Ferrari viu seus dois pilotos se recuperarem na largada: Alonso saltou de quinto para terceiro ainda na primeira volta, enquanto Massa, nono por conta de uma punição que lhe custou três lugares no grid, ganhou três posições.

As estratégias de paradas e o desgaste dos pneus foram determinantes para o resultado. Enquanto Raikkonen adotou uma tática de três idas aos boxes, os demais pilotos do pelotão da dianteira foram aos boxes quatro vezes – caso de Alonso, Massa e Vettel.

O espanhol assumiu a liderança da corrida na volta 13, ao ultrapassar Rosberg, e dali só saiu em breves momentos quando trocou pneus. A partir de então, a vantagem de Alonso na prova só aumentou.

Massa chegou a ameaçar uma dobradinha da Ferrari na Catalunha, mas foi forçado a ir para os boxes trocar os pneus e acabou ultrapassado por Raikkonen. O brasileiro ainda tirou uma boa diferença para o finlandês da Lotus, mas não se aproximou o suficiente para reconquistar o segundo lugar.

O resultado deste domingo não muda a liderança do Mundial de Pilotos, mas equilibra a classificação geral. Vettel, fora do pódio pela segunda vez na temporada, segue na liderança em 89, mas agora com apenas quatro de vantagem sobre Raikkonen. Alonso ganhou a terceira posição, chegando aos 72, deixando Hamilton (décimo na Espanha) em quarto com 51. Massa também subiu um lugar, alcançando os 45 e deixando para trás o australiano Mark Webber.

A próxima parada da Fórmula 1 será dentro de duas semanas, quando as ruas de Monte Carlo recebem o charmoso e complicado Grande Prêmio de Mônaco.

Confira a classificação final do GP da Espanha de F1:

1) Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
2) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)
3) Felipe Massa (BRA/Ferrari)
4) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
5) Mark Webber (AUS/Red Bull)
6) Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
7) Paul Di Resta (ESC/Force India)
8) Jenson Button (ING/McLaren)
9) Sergio Pérez (MEX/McLaren)
10) Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)
11) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber)
12) Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
13) Adrian Sutil (ALE/ Force India)
14) Pastor Maldonado (VEN/Williams)
15) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber)
16) Valtteri Bottas (FIN/Williams)
17) Charles Pic (FRA/Caterham)
18) Jules Bianchi (FRA/Marussia)
19) Max Chilton (ING/Marussia)

Não completaram:
Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)
Giedo van der Garde (HOL/Caterham)
Romain Grosjean (FRA/Lotus)

(Terra) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.