Governador Omar Aziz assina ordem de serviço para obra de duplicação da rodovia Manoel Urbano

Amazonianarede – Agecom

RMM – O governador do Amazonas, Omar Aziz, assinou na tarde desta quarta-feira, 27 de março, a ordem de serviço das obras de duplicação da rodovia Manoel Urbano (AM-070).

Com investimentos de R$ 224 milhões financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com contrapartida do Governo do Estado, a duplicação da rodovia, que liga Manaus aos municípios de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão, também terá impacto, segundo o governador, na economia de vários municípios das regiões do Médio Solimões, Purus e Juruá.

A ordem de serviço foi assinada num trecho da rodovia, no quilômetro 05, onde as máquinas já iniciaram os trabalhos de limpeza da área. Além do governador, estavam presentes a primeira-dama Nejmi Aziz, o vice-governador José Melo e vários prefeitos. “É uma obra importante para o desenvolvimento do interior, principalmente para os municípios da calha do Purus e Médio Solimões, pois vai ajudar no escoamento da produção a partir do Porto de Manacapuru para Manaus”, disse o governador, ao ressaltar que a obra complementa o projeto de desenvolvimento econômico planejado para a região a partir da construção da Ponte Rio Negro.

“A ponte é importante, mas também é preciso criar condições para esses municípios se desenvolverem e a duplicação da rodovia é uma delas”, afirmou, citando outras obras como a que vai transformar a orla de Novo Airão e impactar no turismo, além da construção de uma estrada que liga Caapiranga àquele município. “Temos ainda o projeto da Cidade Universitária e de uma Central de Abastecimento em Iranduba e, futuramente, teremos que planejar um grande porto em Manacapuru para escoamento de toda a produção do Médio Solimões e também do rio Purus”.

O governador disse esperar entrar no verão com as obras de duplicação a pleno vapor. Serão montadas cinco frentes de obras que vão se estender nos 78 quilômetros da rodovia, desde o marco zero, após a estrada de acesso à ponte Rio Negro, até o km 80 da própria AM-070, no entroncamento com a Estrada de Novo Airão, a AM-352. A partir desse ponto a estrada já está duplicada. “Vamos fazer cinco frentes de obras e entrar no verão com os trabalhos a todo vapor para que consigamos avançar ao máximo”.

O primeiro estágio da obra consiste na mudança na linha de baixa tensão a partir da remoção de 35 quilômetros de postes de iluminação, limpeza das faixas de domínio e dos bueiros, além de obras de infraestrutura, como o estaqueamento de pontes. A primeira das cinco frentes vai do marco zero ao trevo de Iranduba. Uma segunda, parte da entrada de Iranduba em direção ao rio Ariáu indo ao encontro de uma terceira frente que parte da ponte do rio Ariaú, no sentido contrário. Uma quarta frente sai do rio Miriti até a ponte do rio Ariaú e a quinta vai do rio Miriti ao trevo de Novo Airão.

De acordo com o projeto, a rodovia terá duas pistas com 7,10 m de largura, duas faixas em cada pista, além de canteiro central, acostamento e drenagem de 2,30 m para cada lado, em uma largura total de 18,80 m. Será feita toda a troca de bueiros com serviços de macro e microdrenagem, além da duplicação das duas pontes sobre os rios Ariaú e Miriti.

“Nós temos uma equipe criada especificamente para acompanhar o andamento desta obra”, assegurou a secretária de Estado de Infraestrutura, Waldívia Alencar. Segundo ela, essa equipe vai atuar de forma proativa não apenas acompanhando o desenrolar dos trabalhos como também se antecipando a possíveis gargalos.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.