Fundo de Promoção Social atende 35 famílias em Iranduba (AM)

O Governo do Amazonas, através do Fundo de Promoção Social (FPS), entregou nesta quinta-feira, 22 de agosto, mais de R$ 120 mil em equipamentos que ajudarão alavancar a agricultura e promover a educação de 35 famílias vinculadas à Associação para o Desenvolvimento Coesivo da Amazônia (Adcam), localizada em Iranduba (a 25 quilômetros da capital).

O repasse faz parte de um convênio entre a Adcam e o FPS, de R$ 120.705,00. Entre o material repassado à instituição está um veículo tipo micro-ônibus, materiais de consumo para construção de duas casas de plasticultura, computador com impressora, cadeiras escolares e ventiladores. A doação foi entregue pela primeira-dama e presidente do FPS, Nejmi Aziz, que destacou a importância da instituição em conciliar as atividades do setor primário com a educação.

“O Fundo de Promoção Social tem respeito e satisfação de beneficiar instituições que visam dar oportunidade de melhorar o trabalho da comunidade e, principalmente, a educação de crianças e adultos”, enfatizou.

Na prática, a Adcam oferece uma área ampla para o cultivo de hortaliças. Os agricultores associados exploram e vendem seus produtos repassando 30% à associação que também é dotada de estrutura de banheiros, copa e cozinha.

Com a doação pelo FPS, agora, o espaço também é dotado de sala de aula para o desenvolvimento de atividades artísticas e educacionais para filhos e associados. O investimento na plasticultura elevou de três para cinco o número de casas de plasticultura para a produção de hortaliças. De acordo com a presidente da Adcam, Suzam Ramos, a expectativa agora é atender mais agricultores e aumentar a renda daqueles que já estão associados.

“Esses trabalhadores terão como plantar mais e, consequentemente, melhorar a renda familiar”, avaliou.

Plasticultura – Plasticultura é uma técnica que utiliza uma estrutura semelhante à de uma estufa para proteger a plantação da intensidade do sol. A diferença é que na plasticultura a cobertura do teto é de plástico e a circulação de ar é maior já que não há paredes.

Para o agricultor, Dermolene Araújo, 56, a plasticultura é a melhor opção para cultivar hortaliças no clima amazônico. “Com mais duas casas de plasticultura nós vamos produzir mais o ano inteiro já que essas casas possibilitam a plantação inclusive no período chuvoso”, comemorou o agricultor.

(Fotos: Herick Pereira – Agecom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.